Especiais

Devs de Marvel’s Avengers exaltam PS5 e miram conteúdo extra

Em entrevista online, Meu PlayStation conversou com diretor de combate, diretor de Warzone e head da Crystal Dynamics

por Thiago Barros
Devs de Marvel's Avengers exaltam PS5 e miram conteúdo extra

A Crystal Dynamics divulgou uma série de novidades sobre Marvel’s Avengers nos últimos dias. E, como parte da campanha de revelação do modo War Zone, do vilão MODOK e até da aparição de Kamala Khan, o estúdio realizou uma série de entrevistas com veículos de todo o mundo, por videoconferência. O Meu PlayStation participou de uma delas e traz informações interessantes sobre o título.

Em conversa com Scot Amos, Head do Estúdio, Vince Napoli, Diretor de Combate, e Philippe Therien, diretor do modo War Zone, ao lado de outros dois sites mexicanos, falamos sobre temas como a migração para a próxima geração (detalhada no PS Blog), a customização dos personagens e a duração do jogo – tanto em termos de campanha quanto de conteúdo endgame. E as perspectivas são bem positivas.

“A Marvel disse: temos 80 anos de vida, que tal colocar tudo isso? Nós ficamos bem animados com isso. Eles disseram que poderíamos adicionar coisas diferentes, como o início com a Kamala Khan, que é um personagem recente, por exemplo. Eles conversaram conosco sobre como isso seria e nós adoramos a ideia de misturar, trazendo novas versões de personagens, customização, etc. Foi uma mistura entre ideias novas com clássicos. Levando isso além da campanha, então, ficou excelente. Haverá sempre novas histórias contadas. A Marvel conhece bem seus fãs, seus personagens e nos deu excelentes feedbacks, além de muita liberdade e criatividade. Tudo o que irá aparecer no jogo tem uma razão de ser e foi uma excelente colaboração, que ainda terá muito conteúdo depois do lançamento” explicou Scot Amos, que a todo tempo reforçou a importância das atividades “pós-modo história”.

Avengers

Marvel’s Avengers vai chegar ao PlayStation 4, Xbox One e PC em 04 de setembro de 2020. O Xbox Series X também terá um upgrade nos moldes do PlayStation 5, mas como ainda não sabemos sequer as datas de lançamento dos consoles da próxima geração, não dá para dizer quando o título será disponibilizado para essas plataformas.

Marvel’s Avengers é um projeto duradouro

A principal tônica da conversa foi em reforçar como Marvel’s Avengers não é “só” um jogo de história, como Marvel’s Spider-Man, por exemplo. A experiência tem uma narrativa forte, sim, mas o objetivo da Crystal Dynamics é manter os jogadores sempre voltando para descobrir novas coisas, desbloquear itens e participar de atividades de fim de jogo, seja sozinho ou com amigos.

“Nossa ideia é realmente trazer muito conteúdo extra, novos heróis, vilões, crescer as versões customizadas e elenco, e eles poderão ser jogados também em coisas que você já jogou. É uma campanha densa. Uma história incrível. A história da Kamala é um evento incrível, temos um vilão bem interessante, e teremos muitos outros conteúdos com single-player e coop. Muitas missões diferentes. Há algumas delas em que você só tem que matar inimigos, mas as War Zones estão dentro da narrativa também, então sempre teremos muito mais histórias para contar. É quase como lançar uma nova HQ todo mês. As pessoas vão se surpreender com o quanto temos para fazer com conteúdos adicionais, e todos de graça”, destacou Amos.

Com tanta coisa assim, seria difícil tornar o jogo open world. Philippe Therien comentou que, especialmente em uma aventura sobre o elenco de super-heróis da Marvel, a exigência de um mundo aberto seria quase que literal. Afinal, eles teriam que estar na Terra inteira, não somente em um lugar.

“Foi uma decisão consciente. Poderíamos ter feito um open world gigante, mas teríamos que ter feito a Terra inteira. Queríamos que os Vingadores fossem a vários lugares, mas não dava pra fazer isso num open world. Então fizemos regiões. Há espaços abertos dentro de cada região. É como um mundo aberto ali dentro. Vai te colocar num espaço que você pode explorar bastante, mas com um início e um fim, mesmo que depois você retorne. E vamos adicionar mais depois do jogo também. Esse modelo nos permitiu criar muita coisa bem bacana”, comentou o executivo.

Narrativa também é foco de Marvel’s Avengers

Mesmo com tantas atividades e planejamento para o “pós-jogo”, os desenvolvedores garantem que Marvel’s Avengers também tem um foco grande na narrativa.

“As missões de heróis foram criadas para seguir a narrativa, mas elas podem ter diferentes tamanhos e estilos. É muito divertido. As War Zones também podem variar bastante, com objetivos diferentes, com puzzles, exploração… O que você tem na campanha e nas War Zones é bastante rico e está conectado. As atividades endgame também tem lore. Você tem novos inimigos, novas regiões, histórias e DLCs vindo sem custo adicional. Você vai ter muita coisa legal diferente vindo depois e complementando isso”, explicou Amos.

Um detalhe interessante está no core da história. Os vilões roubaram tecnologias dos próprios Vingadores e também usaram cientistas para criar maneiras de enfrentar os super-heróis, que para eles são uma espécie de “exagero” da humanidade. A motivação por trás de todos os antagonistas principais é de derrotá-los para ter o mundo com seres humanos comuns – além dos “robôs” já vistos nos trailers.

“Teremos muitos inimigos diferentes. Mostramos só alguns exemplos. Tem muito mais do que só robôs controlados pelo vilão. É uma luta pela humanidade. Para os cientistas, os super heróis são perigosos. É parte da narrativa. Eles tiveram muito tempo para desenvolver suas habilidades para contragolpear os Vingadores. O que mostramos até agora dá um gosto disso. É uma ameaça global, que encontra outros grupos e vilões pelo mundo. Temos vários personagens do Universo Marvel que se encaixam nisso e podem aparecer em breve”, destacou Vince Napoli.

Personalização vasta em Marvel’s Avengers

Como combater essa ameaça? Com muito grind por equipamentos e habilidades, além da variação de estilos de cada personagem. Essa promete ser uma das grandes maravilhas de Marvel’s Avengers. O game promete entregar uma experiência de jogabilidade variada de acordo não só com cada personagem, como também com a build que você fizer para ele.

“Se todos tivessem os mesmos poderes, não seria tão divertido. Eles são muito diferentes. Comportamento, funções, habilidades. Tudo isso varia bastante e é muito legal trabalhar isso. Queríamos muito fazer direitinho como cada personagem luatva. Quando fizemos as características da Viúva Negra, por exemplo, ela é tática, tem gadgets, pode ficar invisível… Vamos fazer isso. O Hulk já é totalmente diferente, tem que jogar as coisas, as pessoas… Então pensamos que seria difícil, mas que iríamos fazer. Mesmo que precisássemos de muitos mecanismos diferentes. Claro, foi desafiador, mas uma jornada muito legal e satisfatória. E posso dizer que ainda estamos em desenvolvimento e refinamento de alguns detalhes desses aspectos, para ficar tudo perfeitinho. Mas o sentimento de que você é aquele personagem está lá, e estamos muito felizes por termos conseguido isso”, ressaltou o diretor de combate de Marvel’s Avengers.

Mas quão diferente poderá ser o meu Thor do seu Thor, por exemplo? Vince respondeu – e as possibilidades parecem bem animadoras para Marvel’s Avengers.

“Com tudo o que colocamos na criação de personagem e gameplay, é possível que seja extremamente diferente. Só nas skills, temos cerca de 49 que você pode desbloquear, e de 30 a 40% são 3 em 1, e você pode reconfigurar e trocar a qualquer momento. Com o Thor, você vai poder pegar a Bifrost e, por exemplo, trazer um mundo diferente da Mitologia Nórdica com ele como habilidade. Sua força heróica, dada por Odin, afetará inimigos e amigos de formas diferentes. E isso é só o começo. Com gears e perks, então, temos mais várias possibilidades de combinação. Desde força, poder de habilidade, usar novas tecnologias, etc. E também temos artefatos exóticos, com itens do lore da Marvel, para reforçar os personagens ainda mais. Sem falar no sistema de encontrar e coletar HQs que dão bônus. É possível diferenciar bastante e foi uma coisa em que nós trabalhamos muito. Começamos devagar para fechar os personagens em si, mas aumentamos demais essa parte de personalização e é bem interessante a variedade que se pode criar”, completou Vince.

E não pense que será fácil chegar até o nível máximo do seu personagem em Marvel’s Avengers…

“Se você jogar só a a campanha, nas missões de heróis, sem side content, você estará em cera de 20% do seu cap. Digamos que seu cap level é 50, quando você chegar ao fim da campanha, ainda terá bastante coisa para fazer e ir subindo de nível. Vai ter muita coisa para melhorar após a campanha. É um mundo massivo. Você joga uma grande história, campanha, e você, honestamente vai ter muita coisa mesmo para fazer depois. Joguei centenas e centenas de horas e no último fim de semana, achei algo diferente, que eu nunca tinha visto. Existem missões específicas, com baús específicos, que te dão coordenadas de missões específicas diferentes. Eu fiquei empolgado demais quando isso aconteceu comigo. Até hoje ele ainda nos surpreende”, revelou Scot.

Sensores hápticos do PS5 fazem a diferença

A expectativa por ver Marvel’s Avengers no PS5 também é enorme (as imagens desse artigo, inclusive, são capturas divulgadas pela Sony no PS Blog, destacando a versão de PlayStation 5 do jogo). E os próprios devs garantem que o título terá melhorias significativas para os jogadores que o adquirirem na nova geração de consoles. A principal delas é o DualSense.

“Os sensores hápticos do PS5 e o feedback que você pode ter são impressionantes. Jogando o Martelo do Thor, por exemplo. Tem uma sensação única, que acredito que os jogadores vão gostar bastante”, explicou Scot Amos, que destacou também a diferença causada pelo SSD do PlayStation 5.

Marvel's Avengers

“O jogador pode esperar um grande nível de melhoria, porque o hardware pode fazer coisas incríveis. Os tempos de loading realmente fazem muita diferença. Muita gente pode achar que não, que é algo pouco significativo, mas é incrível. As vezes, em menos de 1 segundo você já está em um outro local totalmente diferente. A experiência é impressionante”, frisou o head do estúdio de Marvel’s Avengers.

Se você gostou do que leu aqui e do que viu divulgado sobre Marvel’s Avengers nos últimos dias, a pré-venda do título na Amazon já está online através deste link aqui.