Review

DIRT 5: vale a pena?

Jogo da Codemasters tem um gameplay divertidíssimo

por Vinícius Paráboa
DIRT 5: vale a pena?

DIRT 5 é o novo título da franquia da Codemasters que procura levar a série de volta às suas raízes arcade. Se você espera uma abordagem como a de DiRT Rally, um simulador, é melhor tirar o cavalinho da chuva. O objetivo da empresa foi deixar o realismo de lado para tentar divertir mais pessoas.

Aliás, essa é a palavra-chave do novo game. No geral, o gameplay é viciante e faz o jogador querer experimentar pistas e carros diferentes, além da ferramenta de personalização de veículos. É tudo muito, muito divertido. Entretanto, ele não termina sua prova sem umas derrapadas.

Ação off-road narrada em podcasts

Um dos elementos mais legais de DIRT 5 é sua história. No modo carreira, o jogador faz parte de um time de pilotos promissores, que estão sob a tutela do experiente AJ. Ele o orientará ao longo de quatro capítulos, dando dicas sobre o mundo off-road, sobre patrocinadores, etc.

No menu principal da carreira, os gamers selecionam os eventos secundários e principais para participar. Neste intervalo, uma podcaster é apresentada por James Pumphrey (dublado por Wendel Bezerra) e Nolan Nykes, onde ambos contam as novidades do mundo automobilístico.

São os podcasters que contam a história, pouco a pouco. Bruno Durand, um ex-corredor de sucesso na categoria de moto, resolveu se aventurar nas quatro rodas e vem conquistando fãs e desafetos pelo mundo – graças ao seu jeito marrento. Pumphrey e Nykes entrevistam convidados para falar da sua ascensão, como em um programa esportivo de rádio.

1

Não espere cutscenes ou uma narrativa super envolvente, mas não deixa de ser um toque bacana da Codemasters. Caso não queira ouvir o bate-papo, basta pressionar R3 para voltar a apreciar a trilha sonora licenciada de DIRT 5, que por sinal, é variada e fantástica.

Gameplay recheado de conteúdo

Obviamente, o grande foco de DIRT 5 é o seu gameplay. Os jogadores podem ligar ou desligar assistentes de direção, mas os controles padrão já entregam um resultado bastante satisfatório.

Por se tratar de um arcade, não se preocupe em bater o carro nos adversários. Aliás, eles adoram ficar amontoados uns nos outros, portanto, isto será corriqueiro durante a jogatina. Só não abuse, porque certas batidas te fazem perder tempo.

2

As corridas ocorrem em terrenos variados – lama, neve, gelo ou asfalto (o primeiro aparece em maioria, como o próprio nome do jogo sugere). A diferença no solo fica mais visível ao pilotar no gelo, que é escorregadio: uma curvinha errada resulta, praticamente, em um adeus ao primeiro lugar.

“Variedade” também se vê em outros elementos, como nos trajetos dos circuitos, que são de ponto-a-ponto ou por voltas. Espere ainda ter acesso a uma enorme quantidade de classes de veículos, estes com cores e adesivos customizáveis (não é possível trocar peças).

Para comprar carros e acessórios cosméticos é necessário juntar dinheiro. Patrocinadores são mais uma fonte de renda: eles podem ser trocados a qualquer momento, mas ao assinar um contrato, o recomendado é se manter vínculo, pois isto resulta em bônus de fidelidade.

Por fim, o jogador ainda se diverte no modo “Arcade”, que possui desafios de tempo e eventos off-road individuais. Já o multiplayer online inclui corridas normais e partidas casuais, como o “Vampire”, onde um carro persegue inimigos para transformá-los em vampiros.

Muitas telas de carregamento e erro na progressão

Tecnicamente, os gráficos de DIRT 5 são bons – inclusive, há como selecionar um modo que prioriza o desempenho ou outro voltado para os visuais. A paleta de cores e seus contrastes são destaques.

3

Deixando isso de lado, o título da Codemasters peca na quantidade exagerada de telas de carregamento. Elas nem demoram tanto, mas aparecem a todo momento – às vezes, duas ou três dão às caras antes das corridas.

O principal problema de DIRT 5, no entanto, é seu sistema de salvamento. Os saves são automáticos, como em qualquer game da atual geração (o símbolo de um disquete aparece na tela, quando isto ocorre). Entretanto, houve um grave erro no carregamento do progresso.

A cada vez que DIRT 5 rodava, as informações salvas em jogatinas anteriores não carregavam. O jogo sempre entrava no tutorial e nos obrigava a criar um perfil quando o título era ligado. Níveis, carros e cosméticos conquistados antes, não apareciam mesmo se uma carreira nova tivesse início.

Curiosamente, o save principal se encontra no armazenamento do console PS4 usado para a análise. Infelizmente, não existe uma opção in-game para carregar o arquivo com o objetivo de contornar este problema.

DIRT 5: vale a pena?

Com certeza, fãs de velocidade verão DIRT 5 com bons olhos. É um jogo extremamente divertido, com variedade e possui uma quantidade muito grande de conteúdo. Se apenas estes fatores fossem levados em consideração, a resposta é sim, vale a pena.

DIRT 5

No entanto, lembre-se que o título virá com upgrade gratuito para o PS5, sem progressão continuada. Ou seja, não haverá como levar seu save para a next-gen. Se for adquiri-lo no PS4, é bom pensar sobre isso.

Por fim, o bug do salvamento relatado nesta análise também precisa ser considerado. O erro pode até não ocorrer com outras pessoas, e é possível que a Codemasters corrija-o em breve. Mesmo assim, não dá para deixar passar batido.

Na PS Store, DIRT 5 de PS4 custa R$ 249,90, preço padrão para lançamentos atuais.

Veredito

DIRT 5
DIRT 5

Sistema: PlayStation 4

Desenvolvedor: Codemasters

Jogadores: 1

Comprar na Amazon
80 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Trilha sonora fantástica
  • Narrativa bacana
  • Gameplay preciso e variado
  • Gráficos bonitos
Desvantagens
  • Bug no arquivo de salvamento
  • Muitas telas de carregamento