Notícias

Activision encerra software de trapaças “indetectável” que funcionava em consoles

O criador do programa prometeu encerrar as atividades após receber um pedido da publisher

por Valdecir Emboava
Activision encerra software de trapaças

Anteriormente, a Activision se mostrou bastante preocupada com um desenvolvedor que havia criado um programa de trapaças “indetectável” e funcional tanto nos consoles quanto no PC. A pedido da publisher, o dev encerrou o suporte ao software.

Chamado de “Userviz” e desenvolvido por “User101”, o programa era quase impossível de ser detectado e oferecia recursos como mira e disparo automático aos trapaceiros. Com a popularidade do software de “visão computacional” cada vez maior, a integridade de alguns jogos da publisher, como Call of Duty: Warzone, corriam sérios riscos.

https://twitter.com/AntiCheatPD/status/1412024189561851904

Senhoras e senhores, apresento a vocês a próxima geração de trapaça agora disponível no console, e tem sido por um tempo, mas ultimamente tem se tornado mais popular e mais uma tendência, os consoles não são mais um espaço seguro para jogar seus jogos legítimos.

Nesta segunda (12), o dev excluiu todo o conteúdo do cheat do site e o substituiu por uma declaração. Leia abaixo:

Equipe,

Esta declaração não era necessária.

No entanto, a pedido da Activision Publishing, Inc (“Activision”), não estarei mais desenvolvendo ou fornecendo acesso a software que poderia ser usado para explorar seus jogos. Minha intenção nunca foi fazer nada ilegal. No final do vídeo que tanto chamou a atenção para o projeto, dizia “em breve”. O software nunca foi publicado.

Esse tipo de tecnologia tem outros benefícios de assistência reais, por exemplo, ao apontar uma webcam para você mesmo, você pode controlar os movimentos sem o uso de membros. Infelizmente, por causa de seu potencial impacto negativo, não irei desenvolvê-lo mais.

USER101

Activision quer repetir o sucesso de Call of Duty em suas demais franquias

A série Call of Duty é uma verdadeira mina de ouro para a Activision — e a companhia está ciente disto. Agora, a missão da publisher é fazer com que outras franquias da casa também sejam tão exaltadas quanto o game de guerra. Confira os detalhes!