Review

Headset HyperX Cloud Stinger: Vale a pena?

por Daniel dos Reis
Headset HyperX Cloud Stinger: Vale a pena?

Um bom headset amplia a imersão, melhora seu desempenho, principalmente em jogos de FPS e possibilita, claro, comunicação com os demais jogadores. Qualquer gamer que se preze precisa ter um bom acessório desses.

2 - Selo de OuroBuscando expandir sua atuação no mercado, oferecendo um produto com ótima relação custo-benefício, a HyperX colocou recentemente nas pratelerias o Cloud Stinger, um headset destinado a jogadores que querem o seu primeiro equipamento, investindo um valor aceitável, mas sem deixar deixar de lado a qualidade.

Neste sentido, a fabricante norte-americana acerta em cheio ao entregar um produto de ótima qualidade, que atende necessidades do público alvo e que ainda conta com alguns recursos vistos nos seus produtos mais sofisticados.

Acabamento e Design

Para oferecer um acessório a um preço mais atrativo, a empresa optou por desenvolver uma abordagem mais clean, distanciando um pouco dos seus demais produtos, geralmente rebuscados e carregados de belos adereços.

Cloud Stinger é mais minimalista, mas não menos bonito ou de baixa qualidade. É justamente o contrário disso. Apesar de ser de plástico, o material é bastante resistente e conta ainda com uma estrutura ajustável em aço, deixando todo conjunto muito estável.

cloud-stinger-analise_1

Mesmo que o acessório não conte com toda pompa dos seus irmãos de marca, ainda assim oferece muitos recursos interessantes. Um deles são os fones giratórios em 90 graus, permitindo muitos ajustes e possibilidades.

Outra adição interessante é a Memory Foam, uma espuma que se molda sozinha. Por ter baixa resiliência, conforme o tempo, ela “memoriza” a anatomia do usuário e não regride a sua forma original, fazendo com que os fones fiquem única e exclusivamente moldados para as orelhas do jogador.

Por fim, as conchas dos fones em si. Elas são grandes, confortáveis e cobrem muito bem as orelhas. Aliado a isso, tem-se as reduções de ruídos externos, bastante significativas.

Pesando apenas 275 gramas, o headset é muito confortável e, mesmo em jogatinas longas, não cansa ou incomoda. Já que a distribuição do peso é bastante equilibrada, a ergonomia está em alto nível.

Em nossos testes, jogando The Last Guardian durante 20h, praticamente ininterruptas, não houve qualquer sensação de desconforto. Algo muito importante e um quesito fundamental no momento da escolha de compra.

O ponto negativo ficou por conta do microfone. Ele não é destacável. Entretanto, ele possui um mecanismo para cancelamento de áudio bastante intuitivo. Basta movimentá-lo para cima.

Som

De nada adiantaria contar com um belo design ou acabamento refinado se a qualidade sonora deixasse a desejar. Felizmente, neste quesito, a HyperX manteve o alto padrão.

Graças aos drivers direcionais de 50 mm, a imersão proporcionada é grande. Os sons são claros, potentes e entregam uma experiência muito agradável ao jogar. Em jogos de tiro por exemplo, os passos dos inimigos são claros, possibilitando uma melhoria de desempenho nas partidas.

No volume máximo, a qualidade não se destorce, destaca os graves e agudos com clareza e consegue manter com competência a equalização.

Um detalhe interessante é o controle do volume no próprio fone de ouvido. Você não precisar abrir o menu rápido do PS4 para gerenciar a quantidade de áudio. Com os próprios dedos e de maneira bem prática é possível ajustar no ideal.

É importante ressaltar que o headset deve ser conectado ao DualShock 4 por meio do conector de 3,5 mm, o popular P2. Em único pino o aparelho transmite a voz e recebe o áudio. O cabo padrão possui 1,3m, garantindo uma boa margem de movimentação.

Ainda assim, a fabricante incluiu um cabo de extensão em Y de 1,7m. Ele permite que o uso do headset em computadores, transmitindo os sons de forma independente para o equipamento destino.

Especificações técnicas completas

Fone de Ouvido

  • Driver: Dinâmico, 50 mm com magnetos de neodímio
  • Tipo: Circumaural, Circumaural, fechado
  • Resposta de frequência: 18Hz-23,000Hz
  • Impedância: 30 Ω
  • Nível de pressão sonora: 102 ± 3dBSPL/mW a 1kHz
  • T.H.D.: < 2%
  • Potência de entrada: Classificação 30mW, Máxima 500mW
  • Peso: 275g
  • Tipo e comprimento do fio: Headset (1,3 m) + cabo de extensão em Y (1,7 m)
  • Conexão: Headset – plugue de 3,5 mm (4 polos) + cabo de extensão – plugues de 3,5 mm estéreo e de microfone

Microfone

  • Elemento: Microfone condensador Electret
  • Padrão polar: Uni-direcional, cancelamento de ruído
  • Resposta de frequência: 50Hz~18.000Hz
  • Sensibilidade: -40 dBV (0dB=1V/Pa,1kHz)

Vale a pena?

Se você está pensando em comprar um primeiro headset ou precisa trocar o seu, o HyperX Cloud Stinger certamente deve figurar na sua lista de opções. Com um design bonito, ergonomia, acabamento refinado e um preço acessível (R$ 299,99) – considerando todos os recursos oferecidos – o acessório é uma opção bastante vantajosa e figura com uma excelente opção de compra.

Daniel dos Reis
Daniel dos Reis
Manager
Publicações: 7.137
Jogando agora: Gran Turismo 7 | Horizon Forbidden West
Manager do MeuPS e um cara de muita sorte por trabalhar com aquilo que gosta.