Review

[Análise] Marvel’s Spider-Man: primeiro DLC serve como início de outro arco

Expansão é bem curtinha e serve apenas como um aperitivo.

por Raphael Batista
[Análise] Marvel's Spider-Man: primeiro DLC serve como início de outro arco

Após o grande sucesso do lançamento inicial, Marvel’s Spider-Man recebeu esta semana sua primeira expansão. O conteúdo extra serve como um pontapé inicial para uma nova história e introduz a Gata Negra.

Dinâmico, o enredo é um tiro-curto e que deve ser encarado como o princípio de um novo arco que pode vir a se tornar uma trama com boas doses de emoções. E além do enredo complementar, O Assalto conta com missões secundárias mais difíceis.

Entre gato e… aranha

Felicia Hardy, a sedutora Gata Negra, está a espreita em Nova York. Entre flertes e intenções mascaradas, a personagem chega para bagunçar a mente do Melhor Amigo da Vizinhança, que deveria saber das artimanhas da gatuna.

Além da personagem, o DLC adiciona o vilão Hammerhead (Cabeça de Martelo). Diante de um novo cenário, o Aranha se depara com uma guerra de família bem poderosa, ao mesmo tempo em que precisa lidar com Felicia.

1
Os bandidos da Maggia estão em péssimos lençóis. Fonte: captura de tela.

E se você quer logo saber: o enredo se mantém no mesmo padrão de qualidade do jogo base. As conversas entre o Homem-Aranha e Gata Negra são bem fiéis em seus paralelos nos quadrinhos, com notória sintonia entre personagens tão distintos.

Ainda que o traje de Felicia fuja um pouco dos padrões dos quadrinhos, a interpretação está muito bem feita, equilibrando a sensualidade intrínseca, perigosos e naturalidade. Não é algo forçado.

2
A relação entre a Gata Negra e o Homem-Aranha funciona exatamente como nas histórias originais. Fonte: captura de tela.

O ponto negativo fica por conta da duração. Toda trama pode ser concluída com pouco mais de duas horas – prato cheio para os speedrunners -, com destaque para última parte que envolve uma divertida perseguição. Já se você for daqueles que buscam todas as conquistas, reserve algo em torno de 5h a 6h para todas missões secundárias e eventos.

Por outro lado, o estúdio conseguiu melhorar – um pouco – parte dos problemas do jogo. As missões do DLC são menos repetitivas, ainda que siga um mesmo padrão.

3
Screwball está de volta, mais irritante do que nunca! Fonte: captura de tela.

Expande pouco

Mas se você espera que expansão resolva os principais problemas encontrados no jogo base, talvez você possa se frustrar. A dublagem, por exemplo, não foi ajustada. Ainda há a irritante mescla entre inglês e português sem nenhuma justificativa. E isso impacta na narrativa, já que os áudios sobrepostos interferem no entendimento.

Também não há expansão nos territórios. Nova York continua a mesma, sem nenhuma nova área. O que é bem frustrante.

O Assalto é um primeiro episódio de três atos. O primeiro serviu mesmo como uma espécie de aperitivo. Um Homem-Aranha que venceu seus antagonistas e, cuidando da cidade, precisa lidar com seu passado e estabelecer a paz.

Como uma série de quadrinhos, resta-nos esperar pelo lançamento da próxima edição. Porém, com a expectativa de a trama pode melhorar com a chegada dos próximos capítulos.

Raphael Batista
Raphael Batista
Publicações: 6.260
Jogando agora: Marvel's Guardians of the Galaxy
Estudante de Teologia e apaixonado por PlayStation desde sempre. Jogos preferidos são The Witcher 3, Metal Gear Solid, God of War e Marvel's Spider-Man.