Notícias

EA Gate: investigação confirma “uma ou mais contas” envolvidas no escândalo

Contas foram utilizadas para vender cartas do Ultimate Team de FIFA 21 de maneira ilegal

por Vítor Amorim Heringer
EA Gate: investigação confirma

Em um comunicado em seu site oficial, a EA Sports confirmou que “uma ou mais contas” da empresa foram utilizadas na prática ilegal do caso EA Gate. Nos últimos dias, surgiram relatos de que funcionários da companhia estariam vendendo cartas do Ultimate Team de FIFA 21 por (bastante) dinheiro real.

Na nota, a publisher não especifica quantos usuários se aproveitaram da situação.

Descobrimos que os itens FUT foram concedidos a contas individuais que não os ganharam por meio do jogo – ou seja, abrindo um pacote, comprando no mercado de transferência, completando um desafio de recompensa ou outro compromisso (por exemplo, assistindo a uma transmissão do Twitch). Parece que uma ou mais contas da EA, que foram comprometidas ou usadas de forma inadequada, deram direito a itens diretamente a essas contas individuais.

Segundo a EA, todos os jogadores que compraram cartas do Ultimate Team de FIFA 21 de maneira ilegal serão banidos permanentemente. Além disso, funcionários — cujas atividades forem comprovadamente erradas — vão perder seus empregos.

Com muita sinceridade, a companhia fez questão de ressaltar que também estão com “raiva” e não permitirão que casos parecidos com o EA Gate aconteçam novamente.

Independentemente dessas ações, reconhecemos como isso é preocupante para todos os nossos jogadores e pedimos desculpas pelo impacto dessas concessões indevidas na comunidade. Também apreciamos como é extremamente irritante e frustrante que essa prática possa ter vindo de dentro da EA. Também estamos com raiva. Sabemos que a confiança de nossas comunidades é conquistada com dificuldade e se baseia nos princípios do Fair Play. Essa atividade ilícita abala essa confiança.

Também deixamos claro, desde a criação do Ultimate Team, que os itens não podem ser trocados fora do nosso jogo e essa é a chave para mantê-lo protegido contra manipulação e atores mal-intencionados. Isso também é uma violação desse princípio – e não vamos permitir que isso aconteça.

A investigação segue em andamento na empresa.

Entenda o caso EA Gate

Os primeiros indícios do EA Gate surgiram no Twitter, na quarta-feira passada (10). A conta “FutArcade” se dedicou a dar um grande “exposed” do caso e a hashtag #EAGate ganhou repercussão na rede social rapidamente.

Os rumores diziam que supostos funcionários da empresa cobravam milhares de dólares para colocarem algumas das principais cartas do jogo, Icons Prime Moments, nas equipes de quem contrata o “serviço”.

Dois dias depois, a EA Sports divulgou um comunicado confirmado as alegações e prometeu uma investigação sobre o EA Gate para tomar “medidas imediatas”.

Receba as novidades do meuPS no email

Nós não enviamos spam :)

Ao clicar em receber novidades você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade. Você pode optar por parar de receber os emails a qualquer momento.