Especiais

Game Over? Como o fim do mundo nórdico pode acontecer em God of War Ragnarök

Morte de Baldur, problemas com gigantes, e a Serpente do Mundo têm papel fundamental no game

por Jean Azevedo
Game Over? Como o fim do mundo nórdico pode acontecer em God of War Ragnarök

God of War Ragnarök será o fim da saga nórdica. Kratos terá de lidar com alguns problemas, incluindo os deuses de Asgard e seu filho Atreus (ou Loki, como preferir). No entanto, a mitologia passou por alterações para a adaptação da aventura.

Atenção! Este artigo especial contém spoilers, siga por sua conta e risco!

Assim como nos mitos, os eventos sucedem a morte de Baldur. Segundo os registros antigos, Loki engatilhou os principais eventos capazes de causar o “Fimbulwinter“. No jogo, mesmo com participação indireta, o filho do espartano pode ter papel decisivo ao iniciar a guerra. Porém, de acordo com o trailer do game, a intenção da dupla é não deixar tal catástrofe acontecer.

A morte de Baldur na mitologia

A morte de Balder - por Eckersberg (1783-1853)
A morte de Balder – por Eckersberg (1783-1853)

Loki e os deuses de Asgard possuem um vínculo de ódio bem antes do Ragnarök começar. Balder, um dos filhos de Odin e Frigga, deusa da fertilidade, amor e união, começou a ter pesadelos. Como todo filho, ele contou o fato à sua mãe, e ela repassou ao seu pai. 

Curioso, Odin encontrou a sacerdotisa Hel, divindade do Reino dos Mortos, para entender o motivo dos sonhos. Balder teve um presságio de sua morte, e ela ocorreria pelas mãos de Hodr, seu irmão cego.

O “Pai de Todos” retorna para Asgard e descreve tudo para Frigga, mas omite a parte da morte pelas mãos de seu outro filho. Como uma boa mãe, ela decide contar para o reino a descoberta e ainda conjura uma bênção capaz de protegê-lo de todo mal.

Começa o plano do deus da trapaça

Enquanto isso, Loki já estava de olho nos passos da deusa. Ele se disfarça como uma velha e pergunta para Frigga qual seria a fraqueza do jovem. Logo, o azevinho, planta sagrada que abençoa todos os lares, é mencionado como o principal ponto fraco.

O trapaceiro não perdeu tempo e propôs um desafio a todos — e surpreendentemente aceitaram. Para testar a tal proteção, todos atacariam Balder. De forma gradativa, como pediu Tyr, flechas, pedras e lanças eram lançadas sobre ele e nada o machucava. Loki convidou Hodr para participar da brincadeira e o entregou um arco e uma flecha — feita de azevinho. Como esperado, ele acertou o peito do irmão em cheio.

As consequências levaram à morte de Balder e de seu irmão, após sofrer retaliação dos Aesir. De alguma forma, os deuses ligaram os eventos ao trapaceiro e ele é punido. Thor o captura e, até o Ragnarök, um veneno de cobra ficaria escorrendo por seu rosto. 

Ali, seu ódio pelos “familiares” obviamente cresceu. O ocorrido deixou as divindades bem chateadas e, graças aos feitos do mentiroso, o Fimbulwinter, um período com três invernos sucessivos sem nenhum verão, se iniciou. É quando o Ragnarök começa a acontecer.

No jogo, Balder é Baldur

Baldur

A Santa Monica apostou em uma abordagem totalmente diferente de Balder. O filho de Freya, a bruxa da floresta, não gostava muito da proteção e isso gerou uma crise entre os dois. Chamado de Baldur no jogo, o rebelde estava a serviço de Odin e foi um adversário bem chato contra Kratos.

As flechas são um importante elemento na narrativa da obra. Após subir a montanha e ganharem alguns exemplares de munição especial para o arco de Atreus, sua aljava acaba rompendo acidentalmente. Kratos quebra um dos acessórios e aproveita um dos fragmentos para ajeitar o equipamento de seu filho.

O detalhe passa despercebido por quase toda a história. Mesmo quando Freya as tira de suas mãos, o reparo continua lá. Os artefatos são considerados perigosos pela bruxa, e a dupla apenas aceita o pedido da, até então, aliada dos personagens. Assim, podemos pular para o desfecho do jogo.

Na batalha final entre Kratos e Baldur, Atreus auxilia seu pai a lidar com um inimigo imortal. Em certo momento, o adversário acerta um golpe no jovem. No entanto, quem leva a pior é o filho de Freya. Ele acaba dando um soco no fragmento da flecha encantada e perde sua proteção. O espartano consegue abatê-lo e proteger a bruxa de suas ameaças. 

Atreus defende Kratos com a flecha que matou Baldur

De forma indireta, Loki participa da morte de um Aesir. E infelizmente, Freya será uma das vilãs em God of War Ragnarök. Ao voltarem do reino dos gigantes e descobrirem a real profecia por trás de tudo, a neve já começou a cair.

Na mitologia, Loki conta com a ajuda dos gigantes

Enquanto estava na prisão e utilizava todas suas artimanhas para escapar, Loki causava terremotos capazes de afetar todos os reinos. O lobo Fenrir, seu filho, cumpria a “pena” ao seu lado. Em dado momento, o deus da trapaça escapa do seu purgatório.

O fugitivo, filho de Laufey, uma giganta, se dirige até Niflheim e Helheim e convoca um exército de monstros. O gigante Surt, uma divindade com poderes de fogo, e os Jotuns de gelo também se juntam ao grupo. Jörmungandr, a Serpente do Mundo, é o último reforço do esquadrão.

Em God of War Ragnarök, Tyr pode se juntar ao grupo

No final do jogo de 2018, Atreus e Kratos vão até Jötunheim, o reino dos gigantes. Lá, descobrem a origem de Laufey (Faye) assim como a profecia por trás de todos os eventos. O espartano revela a seu filho a intenção de sua mãe batizá-lo de Loki e fica ainda mais claro o motivo de Baldur tê-los perseguido. A criança, até então, era o último dos Jotuns sobreviventes.

Tyr em God of War Ragnarok

Então, chegamos ao trailer de revelação de God of War Ragnarok. Tyr, o deus da guerra nórdico, e Angrboda, que na mitologia era uma das esposas de Loki, aparecem na narrativa. No entanto, diferente dos contos, o suposto deus da trapaça está em grupo onde o Ragnarök não é visto com bons olhos. Ao invés de levar o caos, querem salvar o mundo.

Angrboda em God of War Ragnarok

Aparentemente, Kratos pedirá ajuda a Tyr para não deixar as coisas desandarem. E sobre Angrboda, “você terá suas respostas em breve, bem, algumas delas”. A Serpente do Mundo já interagiu com Atreus e, segundo Mimir, o achou “familiar”. Os lobos, por outro lado, ainda não deram as caras, mas existem no game e aparecem nos murais.

Os eventos catastróficos do Ragnarök na mitologia

O Ragnarök acaba sendo um extermínio para todas as partes envolvidas. Heimdall, o guardião da Bifrost, acompanhou toda a movimentação de Loki e deixou Asgard “preparada” para entrar em combate. O confronto se inicia nos campos de Vigrid e uma série de problemas acontecem, tanto para os deuses quanto para os gigantes.

God of War Ragnarok

A batalha segue da seguinte maneira: Odin é devorado pelo lobo Fenrir, Vidar (filho do chefe dos Aesir) executa o animal e é aniquilado na sequência. Jörmungandr e Thor matam um ao outro. Enquanto isso, Freyr, deus da prosperidade, enfrenta Surt e termina o confronto carbonizado.

A guerra continua com Loki e Heimdall se abatendo, enquanto Tyr é destruído por Garm, outro reforço do deus da trapaça. Conforme tudo se desenrola, a Yggdrasil — árvore sagrada da vida — acaba ruindo graças a Nidhöggr, o dragão que habitava em suas raízes. Os restos da “planta” caem sobre Sutr e o Jotun morre em suas próprias chamas.

Como isso pode acontecer em God of War Ragnarök?

God of War: Ragnarok

Caso a aliança entre Tyr e Kratos realmente aconteça, uma parte dos confrontos pode não aparecer em God of War Ragnarok. No entanto, certos detalhes já exibidos no game entregam a possibilidade de um confronto seríssimo entre Jörmungandr e Thor. No primeiro jogo, a Serpente do Mundo estraçalha a estátua do deus no lago, se lembra?

Personagens como Heimdall, Freyr, Vidar, Surt, Fenrir, Nidhöggr e o próprio Odin ainda nem estrearam no título. Por outro lado, Thor e Freya, os vilões da trama, serão os grandes desafios no desenrolar da história.

Imagem de capa de Kratos e Atreus se olhando em trailer de gameplay de God of War Ragnarok

O Fantasma de Esparta é um elemento adicional e curioso na trama. O deus da guerra grego participando do apocalipse nórdico? Sim, e pode ser importantíssimo para a tentativa de parar os acontecimentos — e inevitavelmente ocorrerão, segundo os diretores.

Outro confronto silencioso acontecerá na personalidade de Atreus. De acordo com os devs, e claro, juntando as pistas presentes nas obras, Kratos fará de tudo para proteger sua família. No entanto, o jovem busca por respostas, no momento.

Como a Santa Monica nos concederá os eventos do “fim do mundo”? Teremos de esperar até o lançamento para saber.

Após o Ragnarök…

Grande parte das divindades e os nove mundos acabam destruídos após o Ragnarök. Depois dos oceanos se acalmarem e a vegetação voltar a florescer, os deuses sobreviventes se reúnem novamente. Balder e Hodr voltam do mundo dos mortos e o primeiro se torna o “novo rei”.

Na árvore da vida, um casal de humanos buscou refúgio e sobreviveu. Lífprasir e Líf ficam responsáveis pelo novo ciclo da raça humana. A filha da deusa do Sol reestabelece a luz. Assim, os nove reinos se tornam um só e nunca mais falaram sobre os Aesir.

God of War Ragnarök terá final “surpreendente, mas inevitável”…

Principais personagens de God of War Ragnarok - Kratos

O diretor Eric Williams indicou um grande evento para fechar a saga nórdica. Como o Ragnarök chega ao título, e todos os deuses acabaram mortos, os fãs já ficam curiosos. A preocupação é uma só: Kratos sobreviverá a mais uma guerra como aconteceu na Grécia? Isso aumenta ainda mais a expectativa pela conclusão do game.

Tudo o que você precisa saber sobre God of War Ragnarök

A aventura de Kratos e Atreus deve chegar somente em 2022, mas já reunimos as principais informações acerca do game. Você pode tirar suas dúvidas sobre quais perigos aguardam a dupla no capítulo final da saga nórdica. Confira!