Review

GTA The Trilogy — The Definitive Edition: vale a pena?

Coletânea apela à nostalgia, mas não consegue se sustentar

por Raphael Batista
GTA The Trilogy — The Definitive Edition: vale a pena?

Clássicos são sempre clássicos. A franquia GTA fez parte da vida de muitos jogadores e seus jogos marcaram a época. Surfando na (interminável) onda de sucesso de GTA V, a Rockstar lançou GTA The Trilogy — The Definitive Edition para atualizar elementos e visuais de três títulos memoráveis da série.

GTA III, GTA Vice City e GTA San Andreas estão na coletânea com gráficos modernizados e controles adaptados. No entanto, as mudanças feitas não parecem surtir um efeito eficiente na experiência e tão pouco justificam seu preço.

GTA The Trilogy — The Definitive Edition se apoia na fama da franquia para se destacar, mas o produto por si só apenas apela à nostalgia sem uma boa qualidade.

Dando nome aos bois

GTA The Trilogy — The Definitive Edition não é um remake. É necessário deixar a informação clara para uma análise justa. No site oficial da Rockstar, a companhia é direta ao citar os três games “atualizados para a nova geração”. Portanto, o produto deve ser tratado como uma remasterização.

Como um remaster, a coletânea faz somente o mínimo. Todos os games possuem cenários mais vivos e a modelagem dos objetos estão mais suaves em vez daqueles polígonos grosseiros típicos do PlayStation 2.

1
GTA mantém sua essência e seus formatos originais por se tratar de uma remasterização. Fonte: Testing Games (YouTube).

A Rockstar cumpriu as promessas de “atualizar os cenários e melhorar os elementos de brilho e luz”. GTA Vice City é o melhor beneficiado desse recurso, pois a cidade cheia de cores neon fica muito mais bonita e bem aproveitada. Os demais títulos também possuem ambientes mais vistosos, mas não são tão atrativos quanto Vice City.

2
Vice City foi o jogo que mais se beneficiou das texturas e melhorias de luzes. Fonte: Raphael Batista.

A desenvolvedora também modernizou os controles baseado em GTA V, como o sistema de GPS e a roda de armas para facilitar a escolha dos equipamentos — adições boas que eram minimamente esperadas. Por outro lado, a companhia deixou de fora elementos que poderiam dar valor à remasterização, como a mecânica de cover.

3
Mudanças pontuais foram feitas que eram minimamente esperadas. Fonte: Raphael Batista.

Há de se elogiar os novos elementos de acessibilidade, como o auxílio de mira e as legendas para o PT-BR. Inclusive, a localização para o idioma está muito boa! As gírias, palavrões e diálogos foram muito bem adaptados para a nossa língua local.

O mínimo não é o suficiente

Como não houve nenhuma adição de conteúdo, a análise não tratará sobre a história e as mecânicas de jogabilidade. Afinal, a essência dos jogos permanece a mesma. Talvez, seja por isso que a coletânea não é tão bem vista: suas mudanças não se justificam.

É compreensível o desejo da Rockstar em renovar os títulos a fim de entregar uma experiência mais polida. Contudo, suas decisões de remover os títulos originais das lojas e vender os games apenas em único pacote não contribuem em nada para o consumidor. Além disso, não agregam ao que eles tinham acesso.

4
GTA 3 mudou bastante de visual, ao mesmo tempo que pouco atrativo há nele.

GTA The Trilogy — The Definitive Edition se apega à nostalgia dos jogadores para ser justificado e tenta se sustentar somente nesse pilar. No entanto, suas mudanças de design prejudicam a experiência em razão dos bugs.

Enquanto os cenários receberam um tratamento especial, todos os NPCs, sem exceção, foram deixados de lado. Os cidadãos que andam nas ruas possuem formatos esquisitos e os personagens secundários não têm uma modelagem cuidada.

5
Os bugs aparecem com uma boa frequência. Fonte: Raphael Batista.

Há ainda problemas constrangedores, como a chuva de GTA San Andreas que impede os jogadores de enxergarem a tela e a “expansão” involuntária do carro.

6
A “chuvinha” de GTA San Andreas é capaz de impedir todo o progresso. Fonte: Janky (Twitter).

GTA The Trilogy — The Definitive Edition: vale a pena?

Não há o que argumentar sobre a importância da franquia GTA, principalmente de San Andreas e Vice City. Possivelmente, ambos os jogos marcaram a vida de muitos e, agora, podem estar novamente nos consoles dos jogadores.

O apelo à nostalgia comove o coração e é possível reviver a mesma história de Claude, Tommy e CJ, repetindo as missões icônicas e tendo a possibilidade de experimentar muitas horas de conteúdo, eliminando alvos com o tanque, salvando pessoas com a ambulância, comprando imóveis ou apenas atirando para todos os lados.

7
Você fará as mesmas coisas que fazia na trilogia original e, bem, pode ser que as experiências clássicas já fossem o suficiente. Fonte: Raphael Batista.

No entanto, isso já era possível com as versões originais e as mudanças aplicadas aos jogos não são capazes de atribuir a alcunha “versão definitiva” pelo valor cobrado. Obviamente, não se deve esperar por um remake, mas a remasterização com títulos tão consagrados poderia ser melhor aproveitada.

Em GTA The Trilogy — The Definitive Edition, o sentimento é agridoce. São jogos queridos com visuais atualizados, mas pouco atrativos para o público mais jovem enquanto os veteranos estavam satisfeitos com os lançamentos originais.

8
Os jogos da coleção ficam abaixo do esperado. Fonte: Raphael Batista.

Com o valor atual na PlayStation Store de R$ 300,00 — sem a possibilidade de adquirir os títulos separadamente — a coletânea perde chance de marcar época novamente e se torna um produto quase que limitado para os nostálgicos.

Veredito

GTA The Trilogy — The Definitive Edition
GTA The Trilogy — The Definitive Edition

Sistema: PlayStation 4 | PlayStation 5

Desenvolvedor: Rockstar Games

Jogadores: 1

Comprar na Amazon
50 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Recursos de acessibilidade
  • Cenários melhorados
  • Localização em PT-BR bem feita
Desvantagens
  • Modelagem dos NPCs estranhas
  • Bugs constantes
  • Pouca inovação efetiva
  • Sem opção de adquirir os títulos separadamente
  • Versões do PS4 e PS5 são idênticas
Raphael Batista
Raphael Batista
Publicações: 6.260
Jogando agora: Marvel's Guardians of the Galaxy
Estudante de Teologia e apaixonado por PlayStation desde sempre. Jogos preferidos são The Witcher 3, Metal Gear Solid, God of War e Marvel's Spider-Man.