Review

Transformers: Campos de Batalha: vale a pena?

Título mistura elementos de gameplay de X-COM com a franquia Transformers

por Vinícius Paráboa
Transformers: Campos de Batalha: vale a pena?

X-COM é uma dos jogos de estratégia mais conhecidos do mercado. Então, a Coatsink teve a ideia de pegar os elementos de gameplay da série e uni-los com Transformers. Daí nasceu Transformers: Campos de Batalha, um nome interessante para quem quer dar os primeiros passos no gênero.

A história de Transformers: Campos de Batalha

Existem dois modos de jogo na criação da Coatsink: a campanha e o arcade. O último dá suporte para multiplayer local e é dividido em diferentes segmentos, como “Capture a Bandeira”, “Dominação”, que servem basicamente para o gamer continuar jogando o game após a história.

Mas o grande foco de Transformers: Campos de Batalha é a sua narrativa. Os Decepticons estão atacando a Terra, pois Optimus Prime, líder dos Autobots, escondeu o AllSpark no planeta. Cabe então, ao próprio robô e aos seus amigos defenderem o artefato de Megatron, chefe da facção rival.

1

O jogador entra na pele de um humano sem nome, que acaba se metendo no meio da confusão intergaláctica. Com a ajuda de Teletran X, ele sobrevoa o terreno para comandar os movimentos dos Autobots.

Não espere grandes plot twists ou um roteiro digno de The Game Awards em Transformers: Campos de Batalha. A Coatsink preferiu mantê-lo básico para atender, principalmente, o público infantil. Ao mesmo tempo, os fãs da franquia entenderão bem cada acontecimento ao longo da narrativa.

Gameplay ala X-COM

A campanha é dividida em quatro atos, com cerca de 20 de missões ao todo, embora dure apenas seis horas em média – curta para os padrões de jogos atuais. Antes do início delas há como selecionar até três personagens para comandar na jogatina (com exceção das quests finais, onde é possível ter seis robôs ao mesmo tempo).

Os Autobots são separados em três classes: os “Lutadores” (Optimus e Grimlock) causam bom dano, os “Sentinelas” (Bumblebee e Windblade) conseguem se locomover maiores distâncias por turno e os de “Apoio” (Arcee e Wheeljack) curam os aliados.

2

No gameplay, os personagens têm três ações por turno – como em X-COM. Os jogadores gastam-nas em ataques ou ao se movimentarem pelo mapa. É importante estudar cada passo, pois um deslize significa levar um golpe de oportunidade ou mesmo ficar sem alcance para realizar a sua ofensiva.

Cada Autobot possui três habilidades trocáveis – os jogadores podem comprar novas na loja, ao reunirem uma determinada quantidade de pontos após as missões. Aliás, a variedade de “ultimates” entre os personagens é algo a destacar: é muito legal experimentá-las e ver quais se adaptam ao seu estilo de gameplay. Grimlock, por exemplo, cospe fogo ou pisoteia os oponentes como um dinossauro.

3

Jogo divertido, mas que não se livra de problemas

Uma coisa fica clara desde o momento em que o jogador decide baixar Transformers: Campos de Batalha: o game foi feito para ser simples (pesa apenas 7 GB). Por isso, não espere gráficos hiper realistas ou texturas de encher os olhos.

Talvez por esta simplicidade, a experiência não tenha ficado bem otimizada. As quedas de FPS são constantes e bruscas, algo até estranho para um jogo com visuais modestos.

Outro problema são os objetivos repetitivos da campanha. Os jogadores farão sempre as mesmas coisas: ir de ponto A a B, tentar sobreviver por um número X de turnos ou derrotarem os Decepticons no mapa.

Apesar desses deslizes, Transformers: Campos de Batalha é divertido e uma porta de entrada para quem possui pouco conhecimento em títulos de estratégia. Até por isso, se você é um gamer “hardcore”, não se sentirá tão desafiado no gameplay.

Atualmente, o jogo sai por R$ 214,90 na PlayStation Store, um preço um tanto salgado para investir. Portanto, o mais prudente é esperar uma promoção para se divertir com Optimus Prime e cia.

Veredito

Transformers: Campos de Batalha
Transformers: Campos de Batalha

Sistema: PlayStation 4

Desenvolvedor: Coatsink

Jogadores: 1-2

Comprar na Amazon
70 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Gameplay de fácil entendimento
  • É uma boa porta de entrada para quem nunca jogou títulos de estratégia
  • Boa variedade de habilidades entre personagens
Desvantagens
  • Missões repetitivas
  • Quedas bruscas de FPS
  • Fãs de estratégia não se sentirão desafiados
  • Campanha muito curta