Review

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge: vale a pena?

Diversão garantida com o modo coop e jogabilidade bem variada com as Tartarugas Ninjas

por Raphael Batista
Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge: vale a pena?

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge,  “o jogo das Tartarugas Ninjas”, é um tributo aos clássicos Beat ‘em up. Aliás, ele reaproveita o game design de Turtles in Time e Manhattan Project para trazer uma nova roupagem aos personagens, para os videogames atuais também terem essa bela experiência dos anos 90.

O melhor de tudo é que a experiência ficou muito divertida, respeitando a essência original e permitindo novas ideias que foram muito bem aplicadas. O jogo da Dotemu, também responsável também pelo ótimo Streets of Rage 4, mostra que gráficos e jogabilidade são importantes, mas a diversão é ainda mais.

Com um gameplay dinâmico, movimentado e desafios na medida correta, Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge funciona muito bem para todas as faixas etárias e para todos os tipos de jogadores, desde casuais até hardcores.

Sem tempo, irmão

A história do jogo das Tartarugas Ninjas é… Bem, não há história. Para ser justo, tem aquele mesmo esquema conhecido dos desenhos: o Destruidor possui um plano para destruir Nova York (uau!) e a única força capaz de impedi-lo é o quarteto formado por Leonardo, Raphael, Michelangelo e Donatello.

É isso, é como voltar à animação em que há piadinhas, movimentos ninjas, o bem vencendo o mal e o dia acabando em pizza — literalmente. A Dotemu deixa claro que a intenção do game não é fazer o jogador se importar com a história, mas sim, com a jogabilidade.

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge mostrando um momento da história
A história acontece por cortes entre as fases com poucas falas. Fonte: Raphael Batista

Afinal, essa é a característica do gênero beat’em up. Traduzindo ao pé de letra, seria como “encha de porrada”. No game, é necessário acabar com os inimigos ao longo das fases, chegar ao chefão de cada cenário até concluir toda a jornada. É assim que funciona.

Por isso, podemos dizer que Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge valoriza o seu tempo porque não há enrolação. O objetivo é sempre muito simples: acabar com todos os vilões em todas as fases. Há a opção de procurar pelos colecionáveis e cumprir os desafios de cada região, mas eles apenas garantem pontos para acelerar o ganho de XP para as tartarugas. Se você não quiser obtê-los, chegará ao nível final de qualquer jeito.

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge
A única preocupação é encher os inimigos de porrada! Fonte: Raphael Batista

E falando especificamente sobre o tempo, o jogo pode ser concluído em até 3 horas no modo normal. São um total de 16 fases, levando em média 6 a 7 minutos para concluir cada uma delas. Só poderia ter um preço mais acessível na PS Store, onde ele é vendido por R$ 124,90.

O que faz o jogo brilhar

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge não é um jogo para zerar apenas uma vez, já que a experiência pode ser rápida demais e, para engajar o jogador, o gameplay funciona direitinho e é bem viciante, permitindo rejogar as fases para aproveitar mais e mais.

Cada tartaruga possui um estilo de gameplay de acordo com sua personalidade. Raphael é mais violento e, por isso, sua força é máxima, mas seus sais não possuem um bom alcance. Por outro lado, Michelangelo é rápido com as piadas e veloz com seus nunchakus, mas seu poder é baixo, porque ele não leva muito a sério o treinamento.

1
Cada tartaruga possui seu estilo específico. Fonte: Raphael Batista

Há uma boa variedade de opções de jogo de acordo com cada personagem e os movimentos são aprimorados conforme o jogador avança pelos cenários. Embora a premissa do beat’em up seja simples, a Dotemu fez questão de colocar vários comandos que dão pleno controle das artes ninjas das tartarugas.

A jogabilidade é tão viciante e não fica enjoativa, porque as fases oferecem designs diferentes e os inimigos exigem abordagens especiais. Não adianta fazer um combo comum em um adversário com escudo e é necessário ter carregado o super-ataque quando aparece um grande robô. Então, só esmagar botões não resolve todos os desafios.

É preciso dominar todos os comandos. Fonte: captura de tela.
Fonte: Raphael Batista

Para quem gosta das opções, é possível definir o nível de dificuldade (fácil, normal ou difícil) e o modo Arcade recria a experiência clássica em que não há checkpoint e a morte é permanente. É um bom desafio para quem quer mostrar agilidade nos dedos. Contudo, a quantidade de conteúdo é bem limitada mesmo, não tendo mais nenhum outro atrativo para passar mais tempo no game.

É necessário chamar atenção para a trilha sonora: obra-prima! Os sons remetem ao estilo dos anos 90, contando com músicas de rock, hip-hop e todos os gêneros que remetem à cidade de Nova Iorque. É quase que obrigatório jogar o game com o headset para aproveitar ao máximo nesse quesito.

2
Cada fase tem uma música específica e muito bem trabalhada! Fonte: Raphael Batista

Não jogue sozinho!

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge possui suporte para até quatro jogadores em um mesmo local ou seis players no modo online. Inicialmente, os servidores da Dotemu estavam inconstantes e dificultavam um pouco a formação da partida, mas depois ficaram mais estáveis. Jogar com os amigos é outra experiência!

Quando o jogador se alia a outros parceiros, o game vai aumentando naturalmente a quantidade de inimigos na tela e, em determinados momentos, é muito complicado enxergar tudo o que está acontecendo. É possível apertar L2 para saber qual o personagem é do jogador principal, mas o ideal era ter uma identificação ou marcador automático para ajudar na visualização.

3
É uma loucura, mas é muito divertido. Fonte: Raphael Batista

Não chega a ser um problema, até porque, a party entre amigos assume um tom muito bem-humorado em que todos dão risada porque soltam os poderes ao mesmo tempo ou executam movimentos de combate simultâneos que causam danos poderosos nos chefões. Talvez, enxergar nada no meio de tanta coisa seja parte da diversão.

Durante o período de avaliação, fechamos uma sala com cinco jogadores e foi uma experiência divertidíssima. A dificuldade é naturalmente reduzida porque as Tartarugas são fortes e os poderes ajudam bastante, mas ver a tela cheia de inimigos voando para todos os lados é um sentimento de prazer muito bom.

4
Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge parece que foi criado para jogar mesmo em coop. Fonte: Raphael Batista

Pizza fria

Infelizmente, Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge sofre de alguns problemas técnicos, especificamente de bugs capazes de travar a progressão. Não acontece o tempo todo, mas um dos chefões “desapareceu” no modo Arcade bem no finalzinho do game. Como é o modo que não tem checkpoint, então foi necessário reiniciar tudo do zero. A frustração foi grande.

Além disso, quando os jogadores se unem em um grupo, acontecem uns problemas como a fase ser reiniciada ou os personagens não aparecerem corretamente até a conclusão do nível. Essa situação ocorreu repetidas vezes e pode ser solucionada com possíveis patches no futuro.

5
Um dos últimos chefões bugou no modo Arcade, impedindo continuar e obrigando o reinício do modo. Fonte: Raphael Batista

Um problema difícil de ser resolvido é sua visualização imprecisa. É comum errar os alvos dos inimigos no ar porque o pixel art do game não é tão preciso e, por isso, é complicado se localizar nos cenários. Isso resulta em danos desnecessários, mortes bobas e uma certa frustração em sempre errar porque existe um pouco de ilusão de ótica pelo 2D mesclado com a arte do jogo.

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge: vale a pena?

Embora dure pouco, o jogo prende do início ao fim e faz o jogador ter a vontade de repetir as fases para cumprir os desafios. Sem nenhuma preocupação em narrar uma história elaborada, mas comprometida em entregar uma jogabilidade profunda, a Dotemu trouxe uma experiência bastante divertida.

Os bugs e os problemas técnicos incomodam, mas no geral, o game mostra como o gênero beat’em up ainda tem espaço no mercado e pode ser uma ótima opção para quem deseja reunir os amigos para jogar algo realmente divertido.

Veredito

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge
Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder’s Revenge

Sistema: PlayStation 4

Desenvolvedor: Dotemu

Jogadores: 1-6

Comprar na Amazon
80 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Jogabilidade cheia de alternativas
  • Trilha sonora memorável
  • Modo coop muito divertido
  • Comandos precisos com combos criativos
Desvantagens
  • Baixa duração e pouco conteúdo
  • Bugs
Raphael Batista
Raphael Batista
Publicações: 6.456
Jogando agora: Fobia – St. Dinfna Hotel
Estudante de Teologia e apaixonado por PlayStation desde sempre. Jogos preferidos são The Witcher 3, Metal Gear Solid, God of War e Marvel's Spider-Man.