Review

Scarlet Nexus: vale a pena?

Com ótima narrativa e gameplay surpreendente, Scarlet Nexus é um prato cheio para amantes de anime

por Jean Azevedo
Scarlet Nexus: vale a pena?

Scarlet Nexus é uma proposta ousada da Bandai Namco. O RPG é um prato cheio para os amantes de anime que curtem uma história cheia de reviravoltas capaz de prender do início ao fim. Inspirado em uma lenda oriental, que já gerou grandes produções como Your Name – Kimi No Na Wa, o enredo é o grande destaque do título. Mas não se engane: o gameplay também é de alto nível.

No game, os jogadores têm de lidar com criaturas misteriosas que invadiram o planeta Terra de maneira bastante misteriosa. No decorrer da história, conhecemos Yuito e Kasane, estes incumbidos de salvar Nova Himuka. Para a análise, utilizamos o PlayStation 5 e podemos adiantar que, além do DualSense, muitas funcionalidades surpreenderam bastante na jogabilidade.

Também é importante destacar uma localização em PT-BR que englobou menus, habilidades e todo o resto — algo que acrescenta e muito à imersão dos jogadores, embora as vozes sejam em inglês ou japonês. Por outro lado, nem tudo são flores: o game fica cansativo no final e existem alguns pontos negativos nas animações e na ambientação.

A narrativa de Scarlet Nexus

A narrativa é digna de um anime. Não é à toa que uma adaptação para as telinhas vai ao ar no Japão nesta quinta-feira (01). O jogo é ambientado em Nova Himuka, um país futurista sob constante ameaça dos Others – criaturas provenientes do misterioso Cinturão de Ruptura.

Os distritos exibidos no jogo têm certas divergências no tratamento para com os inimigos e sua população. Dando o mínimo de spoilers, eles entram em conflito após os alunos da Força de Supressão de Criaturas (FSC) precisarem lidar com um evento que muda de vez a história dos protagonistas.

Tudo o que se passa depois desse acontecimento molda as relações, a política e a forma com que os governantes lidam com o estado atual do país. O conflito nos leva para uma jornada muito interessante, cheia de lições valiosas sobre a importância de cada momento compartilhado com os amigos — o laço (via SAS) fortalece o poder de combate deles.

Yuito e Kasane se completam

Scarlet Nexus entrega uma história completa, mas para saber tudo na íntegra, o player precisa jogar a história de Yuito e a também a de Kasane. No desfecho, você saberá o que aconteceu com ambos personagens, mas viver a experiência de certos momentos na visão de cada um é bem diferente.

Scarlet Nexus - Yuito e Kasane se completam
Yuito e Kasane: a relação entre os dois passa por altos e baixos em Scarlet Nexus (Foto: Reprodução/Jean Azevedo)

Durante a narrativa, os caminhos se separam devido às motivações. Os conflitos políticos impactam diretamente na relação entre os dois, e somente quando se encontram no desfecho dos eventos, tudo se resolve.

Yuito Sumeragi entrou na Força de Supressão de Criaturas após ser salvo por um membro dos Guardiões Escarlates. Descendente de uma família com forte presença no cenário político de Nova Himuka, e tornou-se combatente das criaturas, para irritação de seu pai e seu irmão. Sua mãe faleceu atacada justamente por um desses monstros.

Kasane Randall também perdeu a mãe, e sua única família se resume a Naomi Randall, sua irmãzinha, que também faz parte da Força de Supressão de Criaturas. Kasane faz de tudo por sua irmã durante a trama e arrisca o que for preciso para salvá-la.

Scarlet Nexus - Yuito e Kasane entre os "Fios Vermelhos"
Os “Fios Vermelhos” conectam os destinos dos protagonistas (Foto: Reprodução/ Jean Azevedo)

Scarlet Nexus usa uma lenda que já fez bastante sucesso em adaptações cinematográficas. O “Fio Vermelho” conecta as pessoas ao seu destino e independente dos acontecimentos, sempre levará alguém à pessoa que ela está determinada a encontrar. 

Gameplay de Scarlet Nexus surpreende

No início de Scarlet Nexus, o jogador precisa escolher um arco para seguir: Yuito e Kasane têm histórias diferentes, jogadas de forma separada. Nada impede que você alterne entre as duas sem completar uma delas, mas talvez perca um pouco o raciocínio da trama individual dos personagens.

Scarlet Nexus - Tela de Escolha
Scarlet Nexus: o jogador pode escolher o arco em que vai se aventurar primeiro (Foto: Reprodução/ Jean Azevedo)

Na versão demo de Scarlet Nexus, já foi possível ter um gostinho de como os poderes e os itens espalhados pelo cenário influenciam as respostas do DualSense. E isso se potencializa ao máximo no jogo completo. O visual com estilo anime na resolução do PS5 e a taxa de quadros do console também ajudam na jogabilidade.

O estilo de combate do RPG é o “hack n’ slash”, e todos os objetos na sua tela podem ser acionados durante o combate, com diferentes reações do controle. Os ataques comuns são realizados ao pressionar o R2, enquanto o L2 aciona os especiais, que possuem comandos específicos para causar mais dano aos seus adversários.

É bacana notar a evolução de Yuito e Kasane conforme os níveis sobem, porque novos combos e espaços para itens não têm propriedades e vantagens genéricas em Scarlet Nexus. Pelo contrário, as ferramentas para enfrentar os adversários são imensas, então mesmo que este tenha uma fraqueza específica, o jogo entrega a possibilidade de lutar do seu jeito.

As conexões no SAS também enriquecem o gameplay. Cada aliado ocupa um espaço de conexão cerebral, e os protagonistas conseguem usufruir dos poderes de seus aliados utilizando estes links, conquistados em sidequests. Quando fortalecidas, as habilidades ficam ainda melhores.

Seus aliados participam indiretamente das batalhas, e a estratégia de abordagem dos mesmos pode ser alterada nos menus. Caso prefira que seus dois companheiros fiquem de suporte ou ataquem com mais frequência os adversários, basta trocar.

Para fortalecer as skills em Scarlet Nexus, há uma árvore de habilidades com ramificações que fortalecem os poderes telecinéticos. Nela, é possível aumentar a quantidade de itens e de conexões através do SAS, além de melhorar ataques básicos com variações de combos.

A exploração acontece através do próprio mapa do jogo. No HUB, o jogador seleciona os locais de interesse e segue para as missões. O design dos níveis é bem básico; basta seguir em linha reta na maioria das vezes para acessar outros cenários e chegar aos objetivos.

O grande deslize de Scarlet Nexus

A ambientação e o ar futurista de Nova Himuka, mesmo nos distritos abandonados, merecem aplausos. Os fios vermelhos pelos céus, as construções distorcidas e a interação com os cenários são perfeitas… Mas explorar essas regiões fora de combate deixa a desejar.

Scarlet Nexus - O ambiente do game
Os fios vermelhos estão por todos os lados em Scarlet Nexus (Foto: Reprodução/Jean Azevedo)

Os elementos que ficam soltos pelo mapa, principalmente na área urbana, são facilmente tirados do lugar por qualquer esbarrão e dão a impressão de serem feitos de papel. Subir em uma caixa, mesmo após desbloquear o pulo duplo, é uma tarefa que sem a devida animação dos personagens fica esquisita.

Outra falha do game é na apresentação dos diálogos. Muitos momentos importantes de Scarlet Nexus se passam em diálogos com imagens fixas e os personagens em quadrados, sem transmitir a real emoção do que está acontecendo.

Scarlet Nexus - Diálogos
Os diálogos de Scarlet Nexus, muitas das vezes cruciais, poderiam ser melhor apresentados (Foto: Reprodução/ Jean Azevedo)

Scarlet Nexus: vale a pena?

Scarlet Nexus surpreendeu em vários aspectos. A consequência dos acontecimentos deixa a narrativa imprevisível, e mesmo perto do final quando as batalhas começam a ficar mais extensas e a exploração fica um pouco exaustiva, a vontade de chegar ao desfecho cresce a cada adversário derrotado.

Scarlet Nexus - Kasane, Yuito e seus companheiros
Scarlet Nexus é uma aventura que ensina bastante sobre a importância dos laços (Foto: Reprodução/ Jean Azevedo)

O combate é imprevisível e permite que os jogadores lutem como quiserem, contanto que explorem os pontos fracos das criaturas, a batalha não deve se estender muito. Isso torna a jogabilidade muito convidativa para gastar umas horinhas. O DualSense é um “plus” neste quesito devido às interações.

No geral, Scarlet Nexus é um RPG no estilo anime que agrada na narrativa e na jogabilidade, entrega mais de 40 horas de gameplay e oferece um fator replay que complementa ainda mais a história de cada um dos protagonistas.

Veredito

Scarlet Nexus
Scarlet Nexus

Sistema: PlayStation 5 | PlayStation 4

Desenvolvedor: Bandai Namco

Jogadores: 1

Comprar na Amazon
85 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Narrativa digna de um anime
  • Gameplay diferenciado
  • Interage bem com o DualSense
  • Duração de 40-50 horas para as duas histórias
  • Legendas e menus em Português
Desvantagens
  • Elementos de ambientação não estão à altura da "física" do jogo
  • Ausência de animações ao interagir com objetos no cenário
  • Próximo ao final o jogo fica um pouco exaustivo
Jean Azevedo
Jean Azevedo
Estudante de Engenharia Civil
Publicações: 776
Jogando agora: Ghost of Tsushima
Talvez eu goste mais de Marvel's Spider-Man do que deveria.