Review

PaRappa The Rapper: Vale a pena?

Eu tenho que acreditar! Cante, dance e aprenda com o PaRappa.

por Thiago Lima
PaRappa The Rapper: Vale a pena?

“Eu tenho que acreditar”, esse é o lema de PaRappa The Rapper, um clássico lançado em 1996, para o PlayStation que retorna agora em versão remasterizada para o PS4.

Um retorno que tenta trazer aquela experiência à nova geração de jovens jogadores, mesclando simplicidade, música e diversão. Uma mistura despretensiosa, mas que, em clima de muita nostalgia, faz jogadores de todas as idades se divertirem, mesmo com algumas ressalvas importantes.

Uma mensagem positiva

A história de PaRappa The Rapper é singela, mas traz consigo uma mensagem de autoestima, onde todos podem buscar seus sonhos e vencer os desafios que a vida lhes apresenta.

Segundo o game, acreditar é o primeiro passo para vencer e conquistar os resultados, por mais distantes ou grandes que estes sonhos possam parecer. Todos os obstáculos podem ser vencidos.

PaRappa é um jovem comum que se reúne com os amigos para curtir a vida, contudo ele cultiva em seu âmago uma paixão por sua amiga Sunny e, por não se achar a altura da pretendente, acaba não se revelando muito.

E, com a ajuda de amigos, PaRappa procura evoluir para conseguir chamar atenção de Sunny.

PaRappa The Rapper - Gameplay
PaRappa The Rapper – imagem de gameplay

A música é o meio que PaRappa encontrou para crescer. Cantando, seus desafios são vencidos um a um. Com a voz, o carismático personagem conquista confiança, amigos e a atenção de Sunny, se tornando aquele que sempre sonhou ser.

Siga em frente, olhe para o lado

Para ajudar PaRappa é preciso seguir suas músicas e entrar no ritmo do rap, com o qual aprendemos todas as lições necessárias para torná-lo cada vez melhor.

As músicas são as originais do jogo e podem ser seguidas em um esquema semelhante aos outros games de música, bastando pressionar a sequência de botões estabelecida, no tempo certo.

PaRappa The Rapper - Gameplay
PaRappa The Rappar – imagem de gameplay

Mas seguir esse tempo pode não ser tão simples. A primeira sensação é a falta de sincronia entre a imagem e o momento exato de pressionar a opção. A ação só é aceita com um leve atraso.

Aqueles mais acostumados com a precisão de jogos como Guitar Hero Live podem se sentir frustrados aqui.Talvez isso seja melhorado em atualizações futuras. Entretanto, no momento está um pouco estranho.

Depois de um tempo, você acaba ‘pegando’ esse timing e consegue acompanhar e cantar as músicas com PaRappa, recebendo ou perdendo pontos, de acordo com o desempenho, evoluindo fase a fase,  acompanhadas por níveis de dificuldades cada vez mais altos.

Visual um pouco desafinado

Se as músicas surpreendem pela qualidade, diversão e nostalgia, o visual do game não segue o mesmo caminho, mesmo quando considerado o fato de ser uma remasterização de um jogo de mais de 20 anos.

As cutscenes originais sofreram poucas alterações, sendo adaptadas para o formato moderno das telas de TV, agregando apenas uma moldura simples com as faces dos personagens, deixando o vídeo com tamanho reduzido ao centro e com pouca qualidade.

PaRappa The Rapper - Gameplay
PaRappa The Rapper – imagem de gameplay

As partes jogáveis no entanto, ganharam um upgrade visual de qualidade. Nestas fases a tela fica cheia e a imagem fica bem limpa. Nisso, as animações, mesmo sendo simples, funcionam de forma bem fluída, melhorando a experiência original do game.

Cante junto com PaRappa

Apesar de todas as legendas serem em inglês, a história não perde tanto em conteúdo, já que as imagens são bem explicativas. A vantagem é que podemos cantar junto com o protagonista todas as músicas em sua versão original.

Aqueles que jogaram o título original do PlayStation 1, provavelmente quando crianças e ainda não tinham tanto conhecimento do inglês, certamente verão que agora, entendendo um pouco mais das letras, fica ainda mais legal. Remete as boas sensações, ao mesmo tempo em que oferece uma experiência nova.

Claro que isso não está relacionado ao jogo em si, mas é interessante fazer este ‘remember‘ do passado.

Será que o cantor se garante?

Crianças e os jogadores mais jovens que experimentarem PaRappa The Rapper terão uma oportunidade muito interessante de se divertirem e, ao mesmo tempo, ganharem agilidade e velocidade com o DualShock.

1A diversão é garantida pela qualidade das músicas e das animações, que nos momentos de ação, nos pegam pelo ritmo e facilmente cantamos e dançamos juntos com os personagens.

Mas, não dá para esperar grandes desafios ou dificuldades, já que é um jogo curto e desenhado para jogadores com poucas experiências em videogames.

Considere ainda os argumentos principais expostos: falta de sincronização das letras e partes do visual que poderiam ser melhor desenvolvidas. Com tudo isso, se encontrar o jogo em uma promoção, vale a pena tê-lo em sua biblioteca de jogos para curtir com a criançada e ensinar o quanto o PS4 pode ser divertido para os mais jovens, se isso ainda for necessário. É entretenimento garantido para toda a família.

Veredito

Sistema:

Desenvolvedor:

Jogadores:

Comprar na Amazon
0 Ranking geral de 100
Vantagens
Desvantagens