Notícias

Fugitivo é pego pela polícia após tentar comprar o novo Call of Duty

Fugitivo desde novembro, Clint Butler foi abordado pela polícia após furar confinamento em busca do novo Call of Duty

por Jean Azevedo
Fugitivo é pego pela polícia após tentar comprar o novo Call of Duty

Policiais do Reino Unido conseguiram prender Clint Butler, que fugiu da prisão em novembro de 2020. Pego novamente ao reagir a uma abordagem policial, o homem teria saído de casa para comprar Call of Duty: Black Ops Cold War. O motivo da abordagem foi devido ao lockdown, em virtude da COVID-19.

Ao ser abordado andando nas ruas em plena quarentena, Butler disse à polícia que saiu de casa para comprar uma cópia do shooter. Entretanto, após os oficiais pedirem seus documentos, ele tentou fugir. Confira o momento:

Sem Call of Duty, o sujeito teve 19 meses adicionados à sua pena de 17 anos, que terminaria em 2024. O fato ocorreu em janeiro de 2021, mas acabou vindo à tona nos últimos dias. Clint foi preso anteriormente por praticar assalto à mão armada.

Alguém poderia ter avisado ao homem que além de comprar o Call of Duty: Black Ops Cold War via PSN, ele também teria acesso às novidades da iniciativa Play At Home se tivesse ficado em casa, não é mesmo?

Updates podem fazer Call of Duty passar dos 500 GB

Quem joga no PS4 e pretende ter todas as versões de Call of Duty salvas no console está passando por alguns probleminhas no armazenamento. Segundo a Activision, quem mantiver Modern Warfare, Warzone e Black Ops Cold War atualizados no console, terá que aderir ao armazenamento externo. Entenda mais aqui!

Receba as novidades do meuPS no email

Nós não enviamos spam :)

Ao clicar em receber novidades você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade. Você pode optar por parar de receber os emails a qualquer momento.