Notícias

#EpicFail: desenvolvedora tira The Culling 2 do ar após críticas

Xaviant se desculpa e remove jogo das lojas virtuais.

por Thiago Barros
#EpicFail: desenvolvedora tira The Culling 2 do ar após críticas

The Culling 2 já é um game histórico. Só que não pelo lado bom da coisa. O game recebeu tantas críticas que se tornou um marco negativo na indústria. Lançado na última semana, ele teve várias avaliações catastróficas, um número de vendas ridículo e uma repercussão bem ruim. Para evitar que as coisas ficassem ainda piores, a desenvolvedora Xaviant optou, então, por tirá-lo do ar.

Para ter uma noção do quão The Culling 2 teve uma chegada pífia ao mercado, 48 horas após seu lançamento, ele tinha 25 pessoas jogando-o na Steam, com o pico máximo tendo chegado a 249 – algo que já seria baixo para um jogo comum, imagine para um Battle Royale. A grande polêmica é que o primeiro game foi lançado há pouco mais de um ano, e a comunidade se sentiu abandonada.

Afinal, a Xaviant, ao invés de melhorar The Culling e seguir o feedback dos players, optou por fazer um novo jogou e cobrar US$ 19,99 por ele. Sem contar que a sequência, segundo os comentários dos jogadores, não manteve-se fiel ao que fez sucesso no primeiro game e tentou seguir muito os modelos de jogos mais tradicionais do gênero, como PUBG.

Na última semana, pelo Twitter, a empresa havia comunicado que se manifestaria em breve sobre esse assunto. E nessa quarta-feira (18), com um longo vídeo publicado no canal oficial da Xaviant no YouTube, Josh Van Veld, diretor de operações da companhia, enfim se posicionou. Ele admitiu que a ideia foi errada, pediu desculpas à comunidade e confirmou que irá tirar o jogo do ar.

O game, que já havia sido disponibilizado para PC, PS4 e Xbox One, vai ser removido das lojas virtuais e quem o adquiriu terá direito a reembolso. Van Veld prometeu que sua equipe vai voltar seus esforços para melhorar o The Culling original, que não é atualizado desde outubro de 2017, além de garantir que irá ouvir o enorme feedback vindo dos jogadores.

Assista à mensagem do executivo: