Listas

10 jogos ou franquias que a SEGA poderia trazer de volta

Muitos jogos mereciam retornar na atual geração.

por Charles Paim
10 jogos ou franquias que a SEGA poderia trazer de volta

A SEGA marcou toda uma geração com inesquecíveis jogos e, seja pela sua diversão, pela originalidade em seus conceitos, pela excelente trilha sonora, ou por uma combinação de todos estes fatores, muitos marcaram época.

Embora tenhamos personagens, como o Sonic, que de tempos em tempos aparecem em novos jogos, temos muitos outros personagens ou franquias que, apesar de aparentemente esquecidos pela SEGA, ainda estão bastante presentes na memória dos jogadores mais nostálgicos.

10 jogos que a SEGA poderia reviver

Na lista que se segue, separamos 10 jogos que poderiam, quem sabe, retornar na nesta geração. É muito provável que vocês tenham em suas lembranças jogos diferentes dessa lista, por isso é importante lembrar que a mesma não tem intenção de ser algo definitivo.

After Burner

Lançado em 1987, inicialmente nos arcades, recebeu versões no Master System e Mega Drive. Sua última versão foi o After Burner: Black Falcon para o PSP em 2007. Pilotando, um F-14 Tomcat, munido de artilharia pesada, e com mísseis teleguiados, você precisava desbravar várias e várias fases, progressivamente mais difíceis.

Alex Kidd

Alex Kidd era o mascote mais famoso da SEGA, até que o Sonic chegou, e todos os holofotes se viraram para o ouriço azul. Alex Kidd foi protagonista em vários jogos, como The Lost Stars, Enchanted Castle e Shinobi World (que foi seu último jogo, em 1990), mas foi Alex Kidd In Miracle World, de 1986, o seu jogo mais emblemático.

Nesta fantástica aventura do Master System, Alex Kidd deveria passar por inúmeras fases, seja a pé, de moto, de helicóptero ou nadando. As disputas com os  chefes de fase eram com a famosa brincadeira do pedra, papel e tesoura. O sucesso deste foi tão grande, que passou a ser jogo que acompanhava o console.

E-Swat

E-Swat chegou aos arcades em 1989. No melhor estilo Robocop, você e um amigo podiam jogar, em co-op como um policial que, ao terem um bom desempenho, seriam promovidos e ganhariam uma armadura de alta tecnologia. Ganhou uma versão exclusiva para o Mega Drive, em 1990, que apesar de totalmente diferente de seu antecessor, também tinha uma qualidade muito acima da média.

Golden Axe

Com uma temática inspirada em Conan, famoso filme dos anos 80, Golden Axe foi um Beat´em Up inesquecível, no qual você escolhia ter um anão (mais forte), um guerreiro (mais equilibrado) ou uma amazona (com magia mais forte entre os três). Durante sua jornada, anões traziam poções que preenchiam sua barra de magia, aos poucos.

Chegou aos arcades em 1989, e recebeu duas continuações, em 1991 e 1993, para o Mega Drive. Em 1992, tivemos Golden Axe: The Revenge of Death Adder, para os arcades. Em 1994, tivemos um Spin-off chamado Golden Axe: The Duel, que era um fighting game, e recebeu versão para o Saturn, em 1994.

Kid Chameleon

Quem não se lembra deste ótimo jogo de plataforma de 1992, lançado para o Mega Drive? Em suas 103 fases, o protagonista podia se transformar em vários personagens com habilidades diferentes, como um Samurai ou o Jason, do Sexta-Feira 13.

Out Run

Em 1986, nos arcades, Out Run chegou. Dirigindo uma ferrari conversível, com loura do lado, você precisa passar por cinco fases, com a possibilidade de escolher entre dois caminhos no final de cada fase. Com isso, o jogo tinha cinco finais diferentes, a depender do caminho escolhido.

Outro aspecto marcante em Out Run era a possibilidade de se escolher a trilha sonora antes de começar a partida. Todas elas eram igualmente emblemáticas e estão, até hoje, nas lembranças dos saudosos jogadores.

Shinobi

Na era de ouro dos arcades, praticamente todas as publishers lançaram seu próprio jogo com um ninja como protagonista. Joe Musashi, o Shinobi, protagonizou vários jogos lançados pela SEGA, com estreia em 1987.  Os arcades receberam uma excelente continuação chamada Shadow Dancer e neste, Shinobi não estava sozinho. Um cachorro o acompanhava na sua jornada e se mostrava bastante útil para transpor as várias fases.

Streets of Rage

Considerado por muitos jogadores como o primeiro Beat´em Up a bater de frente com o Final Fight (Capcom), Streets of Rage foi lançado para o Mega Drive, 1991 e ganhou duas continuações, para o mesmo console. Com trilha sonora composta pelo lendário Yuzo Koshiro, você e mais um amigo enfrentavam dezenas de inimigos e um chefe no final de cada fase. Uma novidade bacana, era poder aplicar golpes com a ajuda do parceiro.

Super Mônaco GP

Este jogo de corrida com a temática da Fórmula 1, foi lançado, inicialmente, para os arcades em 1989 e, posteriormente recebeu versões para Master System e Mega Drive. Super Mônaco GP trazia uma tremenda imersão aos jogadores. Em 1992, recebeu uma continuação que trouxe a lenda Ayrton Senna como protagonista, e que superou seu antecessor em todos os aspectos.

ToeJam & Earl

A dupla de alienígenas chegou ao Mega Drive em 1991. Com uma excelente trilha sonora, você e um amigo deveriam conseguir juntar todas as peças da nave especial para, enfim, pode voltar para casa. 

E vocês? Tem outros jogos ou franquias da SEGA que vocês gostariam que retornassem na geração atual? Compartilhem com a gente!