Patrocinado

Ao infinito…e além! 5 coisas fundamentais de No Man’s Sky

por Redação
Ao infinito...e além! 5 coisas fundamentais de No Man's Sky

*Este artigo foi produzido em parceria com a PlayStation

No Man’s Sky é grande. São 18.446.744.073.709.552.000 planetas presentes no universo, um número relativamente grande. Uma pequena comparação: Se você decidir tentar visitar cada um deles, por um único segundo, levará 585 bilhões de anos para ver todos.

Por isso, o jogo é praticamente infinito.

Com tantas possibilidades, é absolutamente normal que os interessados sintam-se um pouco perdidos. Afinal, o que fazer? como fazer? por que fazer? São muitas perguntas!

A liberdade às vezes causa este tipo confusão.

Mas, para que você não se sinta desamparado, listamos aqui as atividades fundamentais que garantirão sucesso na empreitada.

Cuide da sua nave

No começo, o meio de transporte é simples e está danificada. Como primeiro objetivo, os jogadores devem repará-la através da busca de recursos, construção, manipulação de elementos e uso de tecnologias.

Logo após a nave se tornar operante, é possível começar a jornada e, na medida em que o avanço se torna mais consistente, evoluir sua principal companheira de viagem é primordial. Zele para que ela conte sempre com os melhores equipamentos e apetrechos e muitos espaços (slots).

Nave_No_Mans_Sky

Dessa forma, será possível instalar armamentos mais poderosos, evitando que você seja aniquilado por adversários espaciais.

Vá com calma

Mesmo que você queira sair viajando desesperadamente através do universo em busca do centro do universo, objetivo central do título, isto não será possível no início.

No começo, você não tem a tecnologia necessária para longos percursos interestelares. Você deve ir, de planetas em planetas, encontrando e forjando tecnologias para seu hiperpropulsor.

Procure bastante por outros planetas. Neles você pode encontrar muitos lugares escondidos e alguns contam inclusive com naves abandonadas. Interessante não?

Cuidado

Você anotou que deve cuidar da sua nave e viajar bastante, mas é preciso ficar atento entre estas duas atividades, afinal sobreviver é um dos pilares fundamentais da jornada.

Muitos planetas são hostis, seja pelo clima ou mesmo pelas criaturas existentes. Se você perceber que ainda não é capaz de sobreviver no meio, procure por outro lugar mais tranquilo.

Estratégia também faz parte do processo.

Minere em outros locais e posteriormente retorne ao local hostil com uma nave melhor, arma mais potente e mais preparado. Não seja ganancioso (a)!

Vá mais longe

O universo é composto de diversos sistemas. Mesmo que você encontre muitos recursos e planetas em um determinado local, não se dê por satisfeito. O jogo clama para que você o explore ao máximo.

Vá para outros sistemas!

Lembre-se, cada planeta é diferente entre si. Caso você vá para um sistema muito afastado do sol, a tendência é que ele seja muito frio. Por outro lado, mais próximo da estrela maior, faz com que o clima seja quente.

Estas variações podem oferecer diferentes tipos de elementos. Às vezes, um recurso que você precisa muito só é encontrado em galáxias distantes.

Salve seu progresso

Você poderá passar horas e mais horas explorando, conhecendo os locais, nomeando criaturas, minerando, coletando recursos, etc, mas não se esqueça de salvar seu progresso.

Porque? Simples: você pode ser atacado por piratas espaciais, alguma sentinela ou mesmo uma espécie hostil.

Para isso, basta encontrar um ponto de savepoint em locais marcados com pontos de interrogação, quando você encontra uma Estação Espacial ou quando desembarca da nave.

Savepoint_no_mans_sky

E aí, está pronto para a jornada, viajante? Caso se interesse mais, deixamos um link para você conferir: