Notícias

Máscara gamer da Razer não possui certificação N95, mas foi vendida como se tivesse

Após crítica de youtuber contratada pela fabricante, especificações foram removidas do site oficial

por Jean Azevedo
Máscara gamer da Razer não possui certificação N95, mas foi vendida como se tivesse

A Zephyr, máscara gamer da Razer divulgada como se tivesse o padrão N95, na verdade, não possui a certificação. Naomi Wu, youtuber chinesa, alertou sobre a descrição da máscara à empresa e, após eles terem somente removido a descrição do site oficial, ela não acha que fizeram o suficiente para garantirem a segurança dos consumidores.

Quando anunciados como “acessórios com respiradores cirúrgicos N95”, os produtos surgiram como mais uma opção de proteção contra o vírus da COVID-19. Após um tempo, uma série de críticas em relação à real porcentagem de eficácia divulgada pela fabricante começaram a surgir.

A Razer apenas removeu as menções à N95 da descrição de forma silenciosa, revoltando muitas pessoas. Inclusive, o padrão foi até citado no vídeo de revelação da Project Hazel. Confira:

Agora, as máscaras são vendidas como “purificadores de ar” com eficiência de 99% na filtragem de bactérias. No Twitter, a fabricante ressaltou, após as mudanças no site, que suas máscaras “não são dispositivos médicos, respiradores, máscaras cirúrgicas ou equipamentos de proteção individual (EPI) e não devem ser usadas em ambientes médicos e clínicos”.

Com essas alterações na surdina revoltando as pessoas, as críticas de Wu ganharam repercussão. Suas cobranças renderam uma thread extensa de informações no Twitter, onde ela concluiu da seguinte forma:

Naomi Wu sobre as máscara da Razer

É absolutamente essencial que:

  • A Razer não lucre com essa tentativa de fraude;
  • Removam as máscaras do mercado aguardando uma reformulação completa;
  • Emitam uma declaração clara do motivo da remoção;
  • Que os meios de comunicação que divulgaram, falem sobre o seu recall de forma detalhada.

A principal preocupação da criadora de conteúdo é o fato de muitas pessoas terem comprado o dispositivo para se sentirem seguras e, na verdade, não se tratar de um EPI. As máscaras estão sendo vendidas no mundo todo, inclusive no Brasil.

O que é o padrão N95 não cumprido pelas máscaras da Razer?

De acordo com o site da Fiocruz, a classificação N95 (EUA) é equivalente à PFF2 no Brasil e apresenta nível de proteção mínimo de filtração de 95% — altamente recomendada para prevenção à COVID-19. Dessa forma, elas proporcionam uma vedação adequada à face do usuário, retendo gotículas e contendo a transmissão de vírus.