Notícias

Fã cria versão impressionante de Bloodborne no PS1

Agora é possível "sofrer" com a nostalgia dos gráficos pixelados

por Vítor Amorim Heringer
Fã cria versão impressionante de Bloodborne no PS1

Já imaginou como seria uma versão de PS1 de Bloodborne? Graças a uma desenvolvedora de games, agora é possível não só imaginar, como também ver os detalhes do jogo da From Software como se estivesse no saudoso console da Sony. Em uma série de publicações no Twitter, “Lilymeister” divulgou diversas partes do projeto que ainda está em desenvolvimento.

No “demake”, é possível ver o caçador em ação contra alguns inimigos clássicos do título lançado em 2015 e exclusivo de PlayStation.

Para o tópico de Bloodborne PSX Dev de hoje, estamos começando com um polimento adicional nos ataques viscerais. Tornou a animação um pouco mais contundente e também tornou os ataques viscerais sobreviventes (antes eram uma morte garantida. Agora eles causam uma certa quantidade de danos).

No tweet abaixo, a dev mostra o ataque crítico nas costas dos adversários. Ela promete continuar melhorando as animações e trabalhar em todos os tipos de ataque. A atualização do desenvolvimento continuará sendo mostrado em suas redes sociais.

https://twitter.com/b0tster/status/1350201315951996928

Agora você pode visceral atacando os inimigos por trás. Como não tenho uma animação para os viscerais traseiros, viro o inimigo 180 °. Veremos se consigo animar uma variante posterior para todos os viscerais inimigos no futuro!

Quais os melhores Soulslike do mercado? Bloodborne e mais

Em 2009, a FromSoftware inovava ao lançar um RPG de ação que se diferenciava dos já vistos até então: Demon’s Souls. Seu gameplay se caracterizava pela enorme dificuldade ao batalhar contra os inimigos – paciência e estratégia eram exigidos por parte do jogador para superar as adversidades encontradas no caminho. Assim começou a era “soulslike”.

Dito isso, o MeuPlayStation lembra de cinco jogos de destaque do gênero que merecem ser desfrutados (caso você ainda não tenha dado uma chance a eles). Todos exigem bastante suor (até dos “hardcores”) e são um verdadeiro treino de ataque, esquiva e bloqueio.