Notícias

Dev de Assassin’s Creed Valhalla promete continuar melhorando o jogo

Julien Laferrière disse que o feedback dos fãs é fundamental para as futuras atualizações, assim como foi em Odyssey

por Vítor Amorim Heringer
Dev de Assassin's Creed Valhalla promete continuar melhorando o jogo

O produtor de Assassin’s Creed Valhalla, Julien Laferrière, em entrevista ao site Game Informer, disse que Odyssey fez tanto sucesso por conta dos desenvolvedores terem escutado o feedback dos jogadores. Dessa maneira, ele quer implementar a mesma cultura com Valhalla, prometendo continuar melhorando o jogo ao longo do tempo. Vale destacar que o game já teve grandes atualizações desde o seu lançamento.

Acho que a Odyssey teve muito sucesso em ouvir sua base de jogadores. Ao olhar os planos de pós-lançamento do Assassin’s Creed Valhalla, era importante para mim ter soluções de qualidade de vida lá, e também poder reagir às novas plataformas, porque elas continuam melhorando. Temos ótima recepção no PS5, Series X e PC também. As pessoas estão definitivamente aproveitando os recursos de ponta do jogo, então queremos continuar a capitalizar sobre isso. Isso não é para soar clichê, mas, para mim, é sobre ouvir o que a base de jogadores está dizendo e reagir a isso, além do conteúdo extra e dos recursos.

Laferrière também comentou que a equipe queria adicionar uma mecânica de batalha naval semelhante ao Odyssey, mas que, ao estudar a cultura viking, perceberam que eles não tinham esse costume.

Na verdade, descobrimos que os vikings não faziam muitos combates navais; pensamos que eles poderiam estar atirando flechas em chamas como na Odyssey, mas eles simplesmente não fizeram isso. Então, dissemos: ‘Não há mar em nosso mapa, apenas rios … vamos tratar o navio mais como um veículo’.

Assassin’s Creed Valhalla é um sucesso comercial

Assassin’s Creed Valhalla teve um bom começo no mercado: no lançamento, o game da Ubisoft alcançou 1,7 milhão de unidades digitais vendidas, de acordo com a SuperData Research. Este número é 50% maior que o obtido por Assassin’s Creed Odyssey (2018) em sua estreia.

As receitas gerais do novo título foram 23% maiores em comparação a Odyssey, embora seus lucros in-game caíram 62% em relação ao antecessor. A queda se deu porque Valhalla não oferecia boosts pagos, como acontecia no jogo de 2018 – tais microtransações foram adicionadas recentemente.

Receba as novidades do meuPS no email

Nós não enviamos spam :)

Ao clicar em receber novidades você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade. Você pode optar por parar de receber os emails a qualquer momento.