Tudo Sobre

Dicionário Gamer Part II: saiba todas as gírias e termos gamers

Os jogos de videogame modernos contam com dezenas de gírias e termos específicos. Vale ficar de olho para não parecer um noob

por Thiago Lima
Dicionário Gamer Part II: saiba todas as gírias e termos gamers

Assim como previsto, nosso dicionário gamer acabou recebendo uma série de sugestões, que não poderiam ficar de fora de uma nova edição.

Como dito anteriormente, não é uma lista fixa, há sempre novas palavras utilizadas em textos e conversas entre jogadores, que sempre deixam aquela dúvida no ar: “será que entendi certo o que ele quis dizer?”

Para diminuir essas dúvidas e continuar ampliando o vocabulário gamer de nossos leitores, segue a segunda parte do dicionário gamer com mais alguns termos essenciais para entender um pouco mais do universo dos videogames:

Beat’em up: gênero de jogo bastante conhecido no final dos anos 80 e início dos 90, também conhecido no Brasil como “briga de rua”, baseia-se no combate corpo-a-corpo, com algumas armas temporárias. Como referência podemos citar o antigo Double Dragon.

Crowd Combat: “combate em multidão”, gênero de jogo baseado em combates corporais e com armas de curto alcance, mas com o diferencial de o enfrentamento ser feito contra hordas de inimigos que atacam simultaneamente. Um exemplo seria o modelo do Dynasty Warriors.

Dropshot: artifício muito usado em jogos de tiro, principalmente de primeira pessoa. Caracterizado pelo movimento sincronizado de atirar e abaixar, deitando o personagem.

GG/WP: abreviação da expressão “good game” ou “well played”, que quando traduzidas para o português significam, respectivamente, “bom jogo” e “bem jogado”. Sendo assim, são termos muito utilizados após um confronto desafiador, geralmente no modo online, no qual os adversários se reconhecem como bons jogadores.

Hack and Slash: também conhecido como hack’n’slash, é um gênero de jogo derivado de RPGs, que em tradução significaria “corta e massacra”. São jogos que valorizam o combate corpo-a-corpo, com armas de curta distância. São geralmente de temáticas medievais ou mitológicas. O grande exemplo é Devil May Cry.

Hype: é uma grande expectativa. Geralmente é originado de campanhas de marketing para pessoas, produtos ou ideias, que causam uma enorme vontade no consumidor de adquirir determinado produto ou serviço. No mundo dos games, os maiores hypes são causados após o anúncio de grandes jogos, quando todos aguardam seu lançamento.

Jumpshot: artifício muito usado em jogos de tiro, principalmente de primeira pessoa. Caracterizado pelo movimento sincronizado de atirar e pular, deixando o personagem em constante movimento, dificultando um possível contra-ataque.

NPC: abreviação de “non-player character”, ou seja, personagem não jogável. Assim, não é difícil encontrar um personagem desse tipo nos jogos, quando servem para compor a história, ou, até mesmo, o cenário.

Reboot: pode ser traduzido para reinicialização. É um termo muito utilizado para produzir um novo rumo para uma história ou uma série de ficção. A utilização também é feita para que haja mudança em determinadas franquia de jogos, independente se já terminaram ou não.

Remake: “refazer” seria uma tradução mais literal, assim, seria uma produção mais elaborada, onde outros pontos, além do visual e do som, são refeitos praticamente do zero, aplicando, geralmente, um novo motor gráfico, adaptado às novas tecnologias. Final Fantasy VII Remake é um ótimo exemplo.

Remaster: se refere em uma serviço que melhora a qualidade de som e de imagem de determinado jogo. Ou seja, não são alterações essenciais, apenas melhorias visuais e sonoras em jogos já existentes. Ocorrem quando o jogo foi sucesso em uma geração anterior de consoles, por exemplo e o jogo é remasterizado para a geração mais recente.

Rush: verbo utilizado no mundo dos games, principalmente multiplayer, que indica a necessidade de companheiros de jogo atacarem ou chegarem a determinado local dentro do mapa do jogo, com a maior força e velocidade possíveis.

Upar: em grande parte dos jogos, como os de RPG, por exemplo, os personagens evoluem com o passar do tempo e do gameplay. Geralmente, isso acontece quando o jogador acumula pontos de experiência, os famosos XP, que podem se transformar em pontos de habilidades ou serem trocados por itens que deixam o personagem mais forte.

Essas foram os termos mais citados nos comentários do dicionário gamer. Tem mais algum para sugerir? Contamos com a colaboração de todos para deixa-lo cada vez mais completo.