Review

Starblood Arena: Vale a pena?

Será que vale seu investimento?

por Thiago Barros
Starblood Arena: Vale a pena?

Múltiplas arenas, diversos personagens, interações muito bem humoradas, além de modos de jogo variados, online e offline: Starblood Arena é um game completo para o PlayStation VR. Não chega a impressionar tanto visualmente, mas, sem dúvidas, é o shooter espacial se posiciona entre os games mais divertidos para os óculos de realidade virtual.

Publicado pela Sony Interactive Entertainment, e desenvolvido por White Moon Dreams e o San Diego Studios, tem um jeitão meio Overwatch. Não tem um enredo por trás, somente os seus vários modos de jogo, gráficos cartunescos e personagens carismáticos, cada um com a sua característica. E isso é mais do que suficiente.

Starblood Arena coloca o jogador no papel de um dos nove diferentes personagens, cada um com sua própria nave e diferentes características. Os cenários vão variando conforme as partidas, e o pequeno enredo por trás do jogo é de que estes combates são uma atração transmitida pela StarBlood Network para todo o Universo. Regras? Não há regras!

Jogabilidade agrada sem enjoos

A primeira coisa que vem à mente quando se fala de um game para realidade virtual com o combate espacial tendo a liberdade de movimentação que Starblood Arena oferece é enjoo. Afinal, com todas as naves em voos livres, fazendo manobras e ainda se preocupando com inimigos, isso deveria ser comum. Mas não é.

Testamos Starblood Arena por muitas horas e não tivemos qualquer problema com isso. E pelo que lemos por aí na Internet, a grande maioria das pessoas também conseguiu se divertir tranquilamente, sem passar mal. O que é um ponto extremamente positivo para os desenvolvedores do game.

1

E o melhor: sem sacrificar em nada a qualidade da jogabilidade. A movimentação de naves é muito bem feita, os comandos são simples e o combate é bastante agitado. O ritmo é um tanto acelerado, seja em partidas online ou offline, competitivas ou cooperativas. Aliás, este fato de ter uma grande variação de modos é outro ponto positivo.

Você tem as disputas competitivas entre equipes, que são o DeathMatch, mais tradicional, e um pouco de futebol (!!!), que é super divertido. Ambos podem ser jogados contra bots – ótimo para treinar – ou contra adversários do mundo inteiro. Assim como o Invaders, que é uma experiência de modo Horda, onde é necessário sobreviver aos inimigos.

2

Outro ponto super bacana de Starblood Arena é que, assim como cada personagem tem a sua nave com características únicas, é possível ir desbloqueando mais e mais recursos se você for subindo de nível. E o melhor: isso está disponível também tanto para quem joga o modo online como no offline.

Vale frisar, porém, que até pegar o jeito e a melhor estratégia para as partidas, você poderá demorar. Depois de um tutorial divertido no começo, são passadas as variações de armas e movimentos. Aí você vai para uma arena de fato colocar tudo em prática, e a coisa fica bem mais acelerada. Mas não é difícil. Basta treinar.

Preço justo faz valer a pena

O único ponto que não impressiona muito em Starblood Arena é o visual. Ele não é ruim, mas também não é tão bonito quanto alguns de seus principais concorrentes, como RIGS ou EVE Valkyrie. Por outro lado, isso é compreensível por ser um game com um conceito bastante diferente, apesar de alguns pontos semelhantes no gameplay.

Um detalhe que também poderia ser melhor trabalhado é a forma como imergir o jogador dentro do cockpit. O visual está lá, mas a experiência não é tão imersiva. Alguns efeitos sonoros mais interessantes, variações de iluminação, um sentimento mais de estar dentro de uma batalha, seriam bem vindos.

Mas Starblood Arena é um jogo super interessante. Ele reúne diversos conceitos bastante legais para games de realidade virtual. E um dos pontos mais importantes é o seu preço justo, de US$ 19,99. Muitos games do PlayStation VR estão custando mais do que isso, o que parece um pouco caro.

Resultado de imagem para starblood arena

Ele é mais barato, por exemplo, do que Archangel, Arizona Sunshine, Battlezone, RIGS, Eve Valkyrie, Eagle Fight, Rez Infinite e Doom VFR (pré-venda), todos com os preços entre US$ 29,99 e US$ 39,99, e muito mais em conta do que games com preços de lançamento, como Robinson, Farpoint, Resident Evil 7, que vão de US$ 49,99 a US$ 59,99.

Por isso, o Meu PS4 dá a Starblood Arena o selo de recomendado. É um jogo com os seus altos e baixos, mas que oferece uma bela experiência no PlayStation VR sem custar caro – algo que é fundamental. Se você já tem um óculos de realidade virtual da Sony e quer dar um gás na sua coleção de jogos, adicione esse a lista.

Thiago Barros
Thiago Barros
Editor-Chefe
Publicações: 1.854
Jogando agora: Deathloop
Jornalista, teve PS1, pulou o 2, voltou no 3 e agora tem o 4, o 5 e até o PSVR. Acha God of War III o melhor jogo da história do PlayStation.