Review

Persona 3 Reload: vale a pena?

Estilo, emocionante e localizado em português do Brasil: game é tudo — e um pouco mais — do que os fãs esperam de um remake

por André Custodio
Persona 3 Reload: vale a pena?

Aclamado no PS2, Persona 3 foi uma febre em 2006 e estabeleceu novos padrões para a franquia Shin Megami Tensei, fortalecendo o conceito de “JRPG social”. Com isso, a Atlus tinha muito trabalho pela frente para revitalizar o game; e Persona 3 Reload é o resultado de um serviço bem feito.

Um dos grandes títulos da série, o game é um remake que mostra como a história das Personas é atemporal. Enquanto ele traz muitas novidades em relação às mecânicas, fãs brasileiros têm um motivo para comemorar: pela primeira vez, menus e textos são 100% localizados em português do Brasil.

Uma chegada que muda tudo

Construída e financiada pela Kirijo Corporation, uma cidade japonesa é vítima de um evento conhecido como Síndrome da Apatia. A cada dia que passa, os cidadãos perdem suas almas e agem como mortos-vivos, sem consciência de si ou do mundo ao seu lado.

Tudo muda quando um misterioso jovem chega na cidade. Ao se relacionar com outros estudantes da escola Gekkoukan, uma faísca de esperança se acende na frente que há anos vem buscando impedir o domínio das Sombras. E agora, o grupo se sente pronto para lutar e dar fim aos eventos sobrenaturais.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

Então, o protagonista e seus amigos partem para uma jornada a um submundo conhecido como Tártaro. O palco vertical semelhante à Torre de Babel é o lar dos monstros e pode trazer as respostas definitivas para garantir a sobrevivência da humanidade.

A narrativa de Persona 3 Reload é, sem dúvida, um dos seus maiores trunfos. Desde o início, os jogadores são apresentados a um enredo envolvente que mistura o dia a dia de um estudante do ensino médio com a bizarra realidade de lutar contra criaturas misteriosas conhecidas como Sombras durante a Hora Sombria.

persona 3 reload
Fonte: Atlus

Os personagens, cada um representando um Arcano do Tarot, são bem desenvolvidos, e as relações sociais são um dos destaques. Quanto mais os laços se fortalecem com NPCs e membros do Esquadrão Especializado de Execução Extracurricular, mais implicações narrativas o game oferece.

Com isso, o protagonista conhece as motivações de cada pessoa da cidade e, consequentemente, se inspira a ser uma pessoa melhor. Como recompensa, as memoráveis fusões de Personas conferem seres mais poderosos, bem como habilidades destrutivas.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

A progressão social em Persona 3 Reload é viciante, e suas escolhas têm impactos significativos no desenvolvimento da história e nas Personas que você pode invocar. A mistura de vida cotidiana com batalhas sobrenaturais cria uma experiência imersiva e rica em detalhes.

Estiloso, charmoso e visualmente atraente

Em termos visuais, Persona 3 Reload é um deleite para os olhos. Os cenários exibem uma arte deslumbrante, enquanto os modelos de personagens, com sua estética de anime, são graficamente bem realizados — desde expressões até movimentos corporais.

As animações em cel shading e estilo anime são também um atrativo à parte e surgem como novidades no remake. Apesar da baixa frequência na campanha, elas ocorrem em momentos-chave e se combinam à trilha sonora, à fotografia e a elementos de tela para gerarem cenas cinematográficas.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

A localização em português do Brasil é uma adição mais que bem-vinda, especialmente por tornar Persona 3 Reload o primeiro game da franquia com tradução para menus e textos. Assim, tudo fica mais acessível para os jogadores, especialmente em um game com amplas referências culturais.

A trilha sonora também é uma experiência à parte, apesar de não ser novidade para os fãs. Com composições envolventes, ela captura a essência emocional de cada momento da campanha, dando carisma para os personagens e se adaptando aos diferentes picos emocionais.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

Esses eventos animados contribuem muito para fortalecer a intensidade dos atos. Mesmo com o jogo tendo uma evolução considerável a cada capítulo (Lua Cheia) jogado, as reviravoltas não param de acontecer, mas também não são apresentadas de qualquer forma.

História e visuais se ajustam perfeitamente em uma aventura marcante. Todos seus elementos contribuem para que os jogadores não saiam do sofá ou se cansem, pois, em adição, o gameplay existe com um alto nível de profundidade, trazendo novidades muito interessantes.

Combate estratégico e acessível na luta contra as Sombras

A fórmula de combate por turnos funciona muito bem na franquia, mas Persona 3 Reload deixa tudo ainda mais satisfatório. Através de um sistema inteligente para aliados e inimigos, os golpes ganham uma profundidade absurda, principalmente quando exploram as fraquezas rivais.

O método de tentativa e erro é um dos grandes destaques das lutas, e construir builds que conseguem se adaptar a uma grande variedade de inimigos promete ocupar muito tempo dos jogadores. Esse ponto é uma vantagem imensa, pois tudo ocorre de maneira fluida e bem implementada.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

A variedade de Personas continua sendo outro trunfo, e novas habilidades passivas e ativas permitem que várias delas fiquem em backup para momentos de maior aperto. Além disso, as fusões estão com novas animações e funcionam como um sistema à parte da progressão do Protagonista.

As mecânicas de combate são surpreendentemente acessíveis, mesmo para aqueles que estão se aventurando pela primeira vez em um jogo da franquia. E apesar do modo Difícil ser o mais recomendado pelos níveis de desafios, há uma opção Pacífica para quem deseja só aproveitar a história.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

Por sinal, as lutas contra chefes são incríveis. Cada representante do Arcano tem não apenas uma estética bizarra e característica, mas uma dinâmica que muda completamente a forma como o combate deve ser encarado. Nesse aspecto, eles são o ponto máximo — e felizmente, são muitos na campanha.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

Mesmo assim, o tutorial ajuda bastante. Os registros são bem destacados nos textos em português e podem ser acessados através do log (botão L3) ou pelo menu de configurações. Essas opções se dispõem rapidamente na interface devido à quase nulidade nos tempos de carregamento.

Assim, mesmo durante consultas, os jogadores não têm a sensação de estarem perdendo tempo. Persona 3 Reload é um jogo com uma excelente curva de aprendizado, pois seus aspectos técnicos contribuem bastante para o conhecimento do mundo — tudo sem perder a imersão na ação.

Recompensas e desafios: explorando o mundo de Persona 3

Persona 3 Reload não economiza nas atividades paralelas que os jogadores podem realizar. Desde a gestão do tempo na escola até atividades extracurriculares e encontros sociais, o JRPG oferece uma gama diversificada de opções.

E absolutamente nada é em vão. As atividades podem render grana (bastante útil), atributos sociais que desbloqueiam outros eventos no mundo, afinidade com NPCs, itens valiosos e um imenso plano de fundo narrativo.

Algumas quebras de ritmo narrativo podem ser percebidas. Em determinados momentos, a transição entre o enredo principal e as atividades secundárias pode parecer desconectada, interrompendo o fluxo da narrativa. Felizmente, no entanto, esses momentos são mínimos e não prejudicam no geral.

Um remake excêntrico, mas honesto

Persona 3 Reload não é apenas uma atualização da versão de PS2, mas sim um remake honesto e muito bem trabalhado. A edição de 2024 conta com todos os personagens do esquadrão controláveis, mecânicas Ultimate conhecidas como Teurgias e a possibilidade de realizar trocas em tempo real.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

As Teurgias, por si só, são incrivelmente lindas e estilosas, devendo ser ativadas após um medidor estar cheio. Porém, essa barra funciona de forma diferente para cada personagem, e é possível entender quais ações individuais motivam a forma despertada.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

A dublagem também é um espetáculo e contempla mais linhas de diálogos durante a ação e nas interações. Enquanto isso, o quartel-general de Iwatodai — ou simplesmente dormitório — recebe novas interações, com mais atividades recompensadoras e possibilidade de fortalecer os aliados.

Por fim, há significativas melhorias gráficas em todos os aspectos do jogo, ramificações extras para os vínculos sociais e cenas inéditas das tramas de cada NPC. E apesar de Persona 3 Reload ser um remake do jogo de PS2, não há uma Protagonista feminina jogável, como acontece em P3 Portable, do PSP.

persona 3 reload
Fonte: André Custodio

Persona 3 Reload: vale a pena?

Maduro e profundamente emocionante, Persona 3 Reload é um game que transcende para algo além de um jogo. As histórias são muito bem contadas, as novas animações visuais concedem mais implicações sensíveis e os conteúdos extra são um presente para fãs da franquia.

O novo JRPG da Atlus é um game completo, com mais de 80h de aventura para quem joga nos maiores níveis de dificuldade e deseja explorar tudo. Além disso, a localização brasileira faz toda a diferença e facilmente permitirá que a comunidade local aproveite melhor as informações do mundo.

Facilmente, é possível afirmar que Persona 3 Reload é a agulha no palheiro. Extremamente viciante e carismático, o título aproveita as melhorias das novas gerações de consoles para surpreender positivamente e agradar até os corações mais duros com grandes lições de vida.

O remake não é apenas um dos grandes jogos do início de 2024, mas também um dos projetos que marcarão a década para muitos jogadores. Uma experiência que vale a pena cada centavo gasto, mesmo custando R$ 349,90 na PS Store.

Persona 3 Reload será lançado em 2 de fevereiro para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series e PC.

Veredito

Persona 3 Reload
Persona 3 Reload

Sistema: PlayStation 5

Desenvolvedor: Atlus

Jogadores: 1

Comprar com Desconto
94 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Animações em cel shading e em anime são lindíssimas
  • Excelente trilha sonora em todos os momentos da campanha
  • Mecânicas de combate super acessíveis e bem esclarecidas
  • Sistema de fraqueza nas batalhas é bastante satisfatório
  • Muitas atividades recompensadoras pelo mundo
  • Tempos de carregamento são quase zero
  • Progressão social e das Personas viciante
  • Narrativa emocionante e bem conduzida
  • Belos visuais de cenários e de modelos de personagens
  • Localização em português do Brasil para menus e textos
Desvantagens
  • Algumas quebras de ritmo narrativo
André Custodio
André Custodio
Redator
Publicações: 5.420
Jogando agora: The Outlast Trials
Fã de jogos de terror e desbravador de soulslike vez ou outra. Consegui me livrar de FIFA por motivos pessoais (ruindade) e hoje me sinto uma pessoa melhor. Também curto platinas, mas não vou atrás de algo que me tira do sério.