Review

Hot Wheels: Unleashed: vale a pena?

Muito mais do que apenas colocar os carrinhos colecionáveis em alta velocidade, jogo consegue ser bem divertido e é uma boa opção para o gênero

por Jean Azevedo
Hot Wheels: Unleashed: vale a pena?

Hot Wheels: Unleashed consegue reunir imaginação e ação em um único lugar. Se você brincava com um desses carrinhos, então sabe como é a sensação de querer vê-lo correndo pelos loopings e rampas das pistas ou adicioná-lo ao lado dos demais na coleção. Essa é a proposta do jogo: diversão, criatividade e muita velocidade.

A equipe do MeuPlayStation testou o game da Milestone em um PlayStation 5. Além de entregar corridas com um belo visual, a jogatina ficou ainda mais agradável com a presença do DualSense, bem utilizado pelos desenvolvedores.

Mesmo se tratando de um jogo inspirado em brinquedos, Hot Wheels: Unleashed conta com mecânicas que encaixam muito bem com a proposta e se adéquam à física dos brinquedos durante as disputas.

Drifts e nitro definem o gameplay

Para se dar bem em Hot Wheels: Unleashed é muito simples e bastam apenas dois passos. O primeiro é se adaptar aos drifts, já o segundo é utilizar de forma inteligente o seu nitro.

Os carros possuem pesos e tamanhos diferentes no game, mas todos contam com o mesmo recurso para recarregar o boost de velocidade. Ao entrar e sair bem das curvas com suas derrapagens, a válvula de nitro preenche de forma mais rápida.

Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/Jean Azevedo)

As trilhas também têm mecânicas onde os jogadores podem obter essa vantagem facilmente. Seja ao deslizar por uma das plataformas ou ao entrar em contato com uma superfície capaz de energizar os brinquedos, a disputa pelo primeiro lugar acaba ficando bem frenética.

O DualSense fornece resistência nos gatilhos simulando a aceleração e os freios dos brinquedos. Durante a largada é possível sentir o motor pulsando para começar logo a ação. Os impactos e até alguns pequenos relevos fazem o controle reagir e mesmo com simplicidade, deixam a jogabilidade diferenciada.

O gameplay pode ser aproveitado tanto offline, quanto online. O modo multiplayer coloca a competição em outro patamar com 12 corredores. Para quem prefere a clássica jogatina local, Hot Wheels: Unleashed permite jogar com um amigo dividindo a tela.

Não é apenas uma corrida…

Em Hot Wheels: Unleashed você não entra em uma pista qualquer. A cada curva o cenário pode apresentar mudanças interessantes e muito legais como loopings, rampas e até pistas eletrizadas para te colocar de cabeça para baixo.

Além da fórmula tradicional para se decidir uma corrida, existem a concorrência pelo tempo mais rápido entre os participantes e os desafios para completar uma trilha dentro de um período pré-estabelecido.

aranha de brinquedo prende os carrinhos - Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/Jean Azevedo)

O jogador tem duas preocupações: se manter nas peças laranjas e desviar dos obstáculos. Se você curtia as propagandas do famoso Parque do Tubarão, isto será como uma viagem no tempo. Aranhas de brinquedo jogam teia na pista, um dinossauro abre a boca para a largada e seu carro manda um drift dentro da barriga de um gorila em chamas.

Hot Wheels: Unleashed - primeira corrida de chefe
(Fonte: Reprodução/ Jean Azevedo)

E isso sem contar com os “chefões”. Ao todo, será necessário derrotar cinco deles para fechar o game. Curiosamente, os bosses do título se tratam apenas de circuitos mais longos — e às vezes cansativos — e basta chegar nas primeiras colocações para obter sucesso.

A cidade

Para chegar nos pontos de interesse, basta vencer as disputas espalhadas por Hot Wheels City. O mapa possui zonas diferentes, todas desbloqueáveis após completar as principais corridas. As regiões disponíveis são as seguintes: Garagem, Arranha-Céu, Campus Universitário, Pista de Skate, Salão e Porão.

cidade - Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/Jean Azevedo)

A cidade é onde se passa a “narrativa” do título. O tal município está sendo dominado pelos cinco chefões e a sua missão é enfrentá-los. No entanto, alguns locais ficam inacessíveis até o jogador completar certos requisitos e acaba levando um tempinho para deixar tudo na paz.

Se não fossem os tais eventos “secretos” que bloqueiam o caminho e obrigam o jogador a tomar trajetos mais longos para chegar ao fim, o game fluiria mais rapidamente e naturalmente. Sem isso, o jogo não duraria entre 7h e 9h, contudo, a jogatina fica exaustiva devido a esses entraves.

Secreto
(Fonte: Reprodução/ Jean Azevedo)

Conseguir os seus carros é bem fácil

Hot Wheels: Unleashed tem mais de 60 de carros de brinquedo diferentes. Consegui-los é mamão com açúcar: completar sua coleção só dependerá das moedas conquistadas nas corridas e desafios. Ponto positivo: não há microtransações!

O primeiro método é através das loot boxes. Elas podem ser obtidas no modo história ou na loja do game por 500 moedas.

lootbox - Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/ Jean Azevedo)

O segundo jeito é ao gastar suas moedas diretamente nos itens. A loja tem uma seleção que muda por determinado período, basta escolher e sair de lá com seu brinquedo novo.

comprar veículo - Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/Jean Azevedo)

Alguns veículos são encontrados conforme a história progride. O jeito é testar todos para achar qual o seu estilo preferido de corrida. Vale também citar que mais modelos serão adicionados através de DLCs no futuro.

Personalizando e melhorando os veículos

As estatísticas do seu veículo podem ser aprimoradas no título. As engrenagens elevam o desempenho dos carros em Hot Wheels: Unleashed e o seu brinquedo preferido fica ainda mais interessante nas pistas.

Há duas maneiras para se obter o recurso: completando corridas ou se desfazendo dos itens repetidos. É possível desintegrá-los e reaproveitar as peças obtidas para deixá-lo mais potente.

personalização em Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/ Jean Azevedo)

Para deixar os carrinhos com a sua cara, o game oferece a possibilidade de trocar as cores, tipo do material dos chassis e assentos, coloração dos vidros e até os pneus. Personalização é o que não falta.

personalização em Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/ Jean Azevedo)

O ponto negativo, no entanto, é que para aproveitar suas criações, é necessário compartilhá-las com a comunidade e baixá-las em seguida. Suas edições não ficam salvas instantaneamente.

Construir a sua própria pista é sensacional!

Hot Wheels: Unleashed é uma proposta criativa e os desenvolvedores capricharam no quesito. Os jogadores podem criar os seus próprios circuitos e adaptar os pedaços da pista laranja da forma que desejarem.

Pistas criadas em Hot Wheels: Unleashed
(Fonte: Reprodução/Jean Azevedo)

É possível adicionar obstáculos, loopings e rampas para deixar o negócio bem emocionante. A melhor parte é: assim como as edições nos veículos, dá para compartilhar suas criações e competir com a comunidade.

Hot Wheels: Unleashed: vale a pena?

Hot Wheels: Unleashed vale a pena e, mesmo com a enrolação para se chegar aos chefes e algumas falhas na física do game — principalmente no contato entre os carros —, é capaz de entreter até quem só curtia colecionar os brinquedos.

É um jogo divertido, e a Milestone consegue deixar as coisas ainda melhores quando entrega opções de personalização para dar vida à criatividade dos jogadores. Dentre tantos títulos de corrida voltados para o realismo, a proposta é agradável e prende, no fim das contas.

A data de lançamento é 30 de setembro, mas Hot Wheels: Unleashed já está disponível para pré-venda na PS Store pelo equivalente a R$ 249,50. Talvez o preço afaste uma parcela de players, mas fãs dos clássicos brinquedos podem se sentir tentados a dar uma chance ao game.

Veredito

Hot Wheels: Unleashed
Hot Wheels: Unleashed

Sistema: PlayStation 4/PlayStation 5

Desenvolvedor: Milestone Team

Jogadores: 1-12

Comprar na Amazon
80 Ranking geral de 100
Vantagens
  • Muito divertido e criativo
  • DualSense bem utilizado
  • Criação de pistas é muito legal
  • Variedade de veículos agrada
  • Jogabilidade simples, mas prende
  • Sem microtransações
Desvantagens
  • Jogo te obriga a seguir caminhos longos para chegar nos objetivos
  • Seleção de fases em Hot Wheels City não deixa muito claro o que está por vir
  • Pequenos bugs com a física do jogo fizeram os carros voarem mais do que deveriam
Jean Azevedo
Jean Azevedo
Redator
Publicações: 1.253
Jogando agora: Returnal
Talvez eu goste mais de Marvel's Spider-Man do que deveria.