Notícias

Estúdio comenta dificuldade e jogabilidade de Crash N. Sane Trilogy

Desenvolvedores explicaram com detalhes as diferenças entre os títulos.

por Daniel dos Reis
Estúdio comenta dificuldade e jogabilidade de Crash N. Sane Trilogy

Crash N. Sane Trilogy chegou no último mês oferecendo os três primeiros jogos da franquia em um compilado totalmente remasterizado. Com fortes componentes nostálgicos, o título vem fazendo muito sucesso, conquistando jogadores e re-conquistando antigos fãs.

Entretanto, alguns aspectos da jogabilidade – um pouco diferente da original – chamou atenção de todos. Até chegamos a noticiar aqui algumas das considerações daqueles que estavam desfrutando da aventura.

Pois bem, hoje (17), por meio do blog oficial da Actvision, a Vicarious Visions confirmou que alguns pontos das mecânicas, física e jogabilidade estão, de fato, diferentes das versões originais.

Saltos de Crash

O estúdio explica que os saltos de Crash não são os mesmos das versões originais, principalmente do primeiro da trilogia. Os desenvolvedores reforçam que a estratégia adotada foi a de unificação de design, de modo que os jogadores tenham a mesma experiência nos três jogos.

Passamos muito tempo estudando os três títulos e escolhemos o manuseio de Crash Bandicoot 3: Warped como o ponto de partida da Trilogy. Uma abordagem mais aprimorada e moderna, pois oferece aos jogadores um maior controle.

Segundo os criadores, as baterias de testes foram exaustivas, tudo para um manuseio correto. No fim das contas, as métricas de salto foram alteradas, de modo que ficassem similares às originais. Mesmo assim, existem algumas diferenças. A principal reside no fato do personagem cair mais rapidamente após a liberação do botão ‘X’ do que no jogo original.

Os saltos estão diferentes. Fonte: Captura de Tela.

Física

Além dos saltos, a forma como Crash interage com plataformas e inimigos também está diferente. Certos saltos exigem mais precisão que o original. Já as colisões se parecem com os originais, para torná-lo mais justo para todos e tão fiel quanto possível.

Dificuldade

O jogo exige maior precisão, principalmente no primeiro. Reforça a equipe de desenvolvimento. Contudo, os pontos de checkpoints e um ajuste dinâmico de dificuldade, tentam equilibrar as coisas. Quando por exemplo, você morre por diversas vezes no mesmo local, o jogo oferece checkpoints e máscaras Aku Aku. Isso certamente contribui.

Para os mais novos, a sugestão é começar pelo terceiro jogo e ir regredindo nos jogos, de modo que ao chegar no primeiro, a prática já terá tido efeito. Já aqueles que experimentaram os originais e ainda possuem a memória muscular, os novos desafios são componentes adicionais.

Por fim, a equipe reforça que está muito feliz com a recepção da remasterização e até impressionada com as habilidades dos jogadores. Mais novidades sobre Crash devem ser compartilhadas em breve.