Especial em Parceria

Tudo que você precisa saber sobre Horizon: Zero Dawn

por Redação
Tudo que você precisa saber sobre Horizon: Zero Dawn

*Este artigo foi desenvolvido em parceria com a PlayStation.

Horizon: Zero Dawn está no horizonte. OK, o trocadilho foi péssimo, mas juro que o texto vai ser legal, não feche a aba do navegador, por favor.

Brincadeiras à parte, um dos games mais aguardados do PlayStation 4 está por vir. Horizon: Zero Dawn chega às lojas em 28 de fevereiro, e o Meu PS4 irá lhe ajudar a entender um pouco mais sobre este game tão comentado nos últimos dias. Neste editorial, falaremos um pouquinho do que sabemos sobre o jogo.

Enredo, gráficos, protagonista, jogabilidade… Fizemos um compilado com tudo que conhecemos destes pontos até agora. Desde seu anúncio, em 2015, o game criou uma enorme hype nos fãs de PlayStation. Afinal, é um título exclusivo de peso que chega para a line-up do PS4. Entenda os motivos para isso abaixo.

Um lugar bonito pra… viver em paz?

Além do horizonte pode até ter um lugar bonito pra viver em paz, rei Roberto Carlos, mas em Horizon… O lugar bonito está lá, e é um dos pilares básicos do jogo, só que a paz não é nada simples de ser alcançada. Em um mundo onde humanos não são mais a “raça superior”, o jogador precisará lidar não somente com os relacionamentos entre suas tribos como também com as Máquinas. 

1

Estes “dinossauros ultratecnológicos” são os inimigos que Aloy vai enfrentar e sobre os quais ela buscará saber mais em sua jornada de Horizon: Zero Dawn. O foco que este game, que parece ser apenas o primeiro de uma franquia, terá é na busca pela revelação do que deixou o mundo deste jeito, cerca de mil anos depois da era onde vivemos atualmente.

Lá nesse lugar o amanhecer é lindo

O visual de Horizon: Zero Dawn promete deixar os jogadores de queixo caído. Isso porque ele utiliza uma engine que encantou até Hideo Kojima, que já até se tornou parceiro da Guerrilla Games para adaptá-la e usá-la em Death Stranding, esperado lançamento para o PlayStation 4 que deve sair entre 2018 e 2019. Mas sigamos no Horizon, que já nos trailers mostra toda a sua qualidade gráfica.

O enorme mundo aberto é bem no estilo das flores festejando mais um dia que vem vindo. Os desenvolvedores frisaram a importância deste aspecto para o jogo, com a ambientação sendo fundamental para a experiência. Segundo Hermen Hulst, grande executivo da Guerilla, a empresa fez o possível para tirar o máximo da capacidade do console.

Gozar a liberdade de uma vida sem frescura

Não vai dar para se deitar no campo, muito menos fazer amor na relva escutando o canto dos pássaros. Mas andar despreocupado sem saber a hora de voltar durante Horizon promete ser uma grande experiência. Em um recente bate-papo com o Meu PS4 e outros veículos de imprensa, Hermen também falou sobre isso. Segundo ele, quem quiser platinar o jogo vai ter um trabalhinho… Quantas horas?

Para completar 100%? Boa sorte (risos)! – brincou o executivo.

Além da história principal, haverá muitas sidequests e atividades a serem feitas. Nas missões extras, a ideia é que o jogador consiga descobrir mais sobre os humanos e as relações entre as tribos, já que o foco da aventura é mais em Aloy e no fato de se haver um mundo tão diferente. A promessa é que quanto mais você explorar, mais o que fazer irá encontrar.

De que vale o paraíso sem… uma boa jogabilidade?

E esse horizonte que está lá esperando por nós, a jogabilidade promete ser um dos grandes atrativos. Combates empolgantes, sistema de coleta de itens para crafting, locais repletos de inimigos para serem tomados, encontros com Máquinas em todos os lugares… Mas até chegar a esse nível, você jogará em uma zona protegida, com possibilidades de treinar e evoluir até se jogar, de fato, no mundo aberto.

Horizon também terá uma Árvore de Habilidades, com vários talentos diferentes que Aloy poderá dominar ao longo da sua jornada. Porém, não haverá microtransações. Outra possibilidade que parece interessante é a de Aloy “hackear” máquinas para a capacidade de destruição delas ser usada a seu favor. Ou seja, as possibilidades de jogo são grandes e prometem agradar aos fãs.

A ideia parece ser de misturar um pouquinho de Far Cry e The Witcher, por exemplo. Segundo os desenvolvedores, a parte de combate do jogo está muito apurada e vai ser um dos grandes destaques. Ainda não sabemos muito sobre armas além do que vimos nos trailers, com o arco e flecha sendo a principal opção de Aloy. Mas temos a impressão de que isso será uma grande parte do game.

Se você não vem comigo…

Mas nada disso tem valor sem a nova grande estrela da Sony: Aloy. Presente desde os primeiros rascunhos sobre Horizon Zero Dawn, a ruivinha já conquistou os fãs de todo o mundo. A repercussão, desde o anúncio do jogo, foi excelente com esta nova cara da divisão PlayStation. Homens, mulheres, crianças, idosos… Todos parecem ter amado a menina.

Falaremos mais detalhadamente sobre Aloy em breve, mas o que podemos adiantar é que ela é uma mulher forte, determinada e que não vai desistir de descobrir tudo o que envolve este diferente mundo no qual ela está envolvida. Vale frisar ainda que a equipe da Guerrilla sempre pensou em Aloy para protagonista, desde o fim de 2010, início de 2011, quando começou a desenvolver o jogo.

Ela é um dos três pilares do game, ao lado do mundo aberto com sua natureza e das Máquinas. E como disse Hermen Hulst no bate-papo com o Meu PS4 e outros veículos de imprensa brasileiros, isso aconteceu naturalmente, sem qualquer tipo de pressão política ou ideológica para uma mulher ser protagonista. O que é uma excelente notícia, visto que isso sempre foi muito natural no mundo dos games.

2

Pra gente (se) amar!

A expectativa para Horizon: Zero Dawn é enorme, e ele promete ser um jogo para a gente (se) amar. Enredo envolvente, mundo aberto recheado de missões, diversos pontos a evoluir com uma protagonista forte e carismática, gráficos impressionantes, jogabilidade agradável… 

É para amar o game e para você se amar por ter um PS4 na sua casa! Vem aí mais um exclusivo que promete alegria e felicidade com certeza!

Se interessou? Dê uma olhada aqui!