Listas

Só os clássicos! Os 10 melhores jogos de PlayStation 2 [Parte 1]

A 6ª geração de consoles foi marcada pelo extenso catálogo, mas alguns - muitos - se destacaram como melhores jogos de PlayStation 2

por Valdecir Emboava
Só os clássicos! Os 10 melhores jogos de PlayStation 2 [Parte 1]

O PlayStation 2 é, indiscutivelmente, um dos maiores lançamentos da indústria dos videogames. E não é achismo. Afinal, se a plataforma não fizesse tanto sucesso assim, não estaria em primeiro lugar na lista de consoles mais vendidos de todos os tempos — com 155 milhões de unidades comercializadas desde seu lançamento em 2000. E olha que chegou oficialmente no Brasil só em 2009.

As funcionalidades extras e inovadoras do console, como conexão com a Internet e leitura de DVD, eram um verdadeiro deleite para a época e deram uma impulsionada nas vendas. Porém, o real destaque estava no catálogo invejável de títulos que conquistou ao longo dos anos, marcando a entrada de grandes franquias no mercado. E é sobre os melhores jogos de PlayStation 2 que falaremos aqui.

Console PS2 prateado - Os melhores jogos de PlayStation 2
PlayStation 2 fat, o primeiro modelo a ser comercializado pela Sony (FONTE: Reprodução/Sony)

Poderíamos ficar horas e horas comentando sobre os games que marcaram a era do PS2. Pensando nisso, para que não seja um artigo longo demais e que vocês, leitores, possam apreciar da forma correta esta lista, decidimos separar o especial em partes.

Caso não encontre seu jogo favorito, fique tranquilo, ele pode aparecer em breve na segunda parte. Confira a seguir os 10 melhores jogos de PlayStation 2 [Parte 1]. Lembrando que não estão em ordem de melhor para o pior.

GTA: San Andreas

GTA: Vice City adotou muitas mecânicas e particularidades de GTA III, mas o que GTA: San Andreas idealizou com base nesses jogos, foi algo realmente fora da caixa. Aqui, você não tinha apenas uma cidade a seu dispor, mas sim um estado inteiro com milhares de afazeres que ocupavam muitas horas dos jogadores mais aficionados pelo game.

GTA San Andreas é um dos melhores jogos de PlayStation 2
(FONTE: Reprodução/Rockstar)

O garoto de recados da máfia deu lugar a um personagem que tinha um background completo, com família, amigos e motivações. Com mais de 20 milhões de unidades vendidas, a jornada de Carl Johnson contra as gangues de San Andreas é passiva de grandiosidade.

Aqui, você poderia se aventurar da forma que bem entendesse, usando e abusando de cheats, tunando seu carro lowrider ou flertando com suas namoradas. Não seria exagero também adicioná-lo à lista de maiores lançamentos de todos os tempos.

Atualmente ele está disponível para PS4 com a famigerada lista de troféus. Já parou para pensar quantas horas você gastou jogando essa obra de arte da Rockstar?

Resident Evil 4

Sempre que Resident Evil 4 aparece em alguma lista o assunto normalmente é sobre como ele revitalizou a franquia. Mas vamos nos concentrar no que realmente importa: o game era extremamente divertido.

Leon de Resident Evil é perseguido pelos inimigos do quarto jogo
(FONTE: Reprodução/Capcom)

Sua percepção inédita de câmera por cima do ombro era algo realmente fascinante, porque abria portas totalmente novas. Correr dos aldeões raivosos no começo do game era desafiador, e mais difícil ainda era se acostumar com o novo sistema de mira enquanto fugia desesperado pelo vilarejo. Quem veio da movimentação em tanque dos jogos clássicos sabe o quanto foi prazeroso dominar a nova mecânica.

Correr dos inimigos ou escolher suas batalhas de forma inteligente — e recolher as moedas para gastar no mercador — também era passivo das decisões do jogador. Isso sem mencionar o sistema de itens, que demandava boas horas para serem organizados na maleta.

O game tem tantas versões quanto estrelas no céu. Atualmente, é possível jogá-lo em qualquer console de geração passada, inclusive no PS4 — também com um sistema de troféus incluso.

Bully

De todos que resistiram às tempestades da controvérsia, Bully se manteve firme e conquistou uma legião de fãs no processo. Com um exímio trabalho, a Rockstar conseguiu pegar a premissa de liberdade da franquia GTA e adaptar em um ambiente escolar totalmente hostil.

Adolescentes correndo atrás de um boneco em Bully 2
(FONTE: Reprodução/Rockstar)

Ao contrário da maioria das crianças reais que são alvos de valentões na escola, o protagonista do game, Jimmy Hopkins, era um brutamontes impiedoso que não levava desaforo para a casa. Tal característica marcante rendia bons momentos no game, incluindo uma missão em que o personagem “merenda” o time inteiro de futebol americano na porrada.

Bully é outro clássico que também está disponível para PS4 com sistema de troféus incluso.

Devil May Cry 3: Dante’s Awakening

Pioneiro quando o assunto é um bom hack’n’slash, Devil May Cry 3: Dante’s Awakening, originalmente lançado para PlayStation 2, é um jogo de ação extremamente envolvente. Como se trata de uma prequel, os acontecimentos focam na juventude de Dante e os atritos que tinha com seu irmão Vergil, ambos filhos do temível demônio Sparda.

Dante enfrenta Vergil em Devil May Cry 3, um dos melhores jogos de PlayStation 2
(FONTE: Reprodução/Capcom)

Aqui a premissa era simples: quanto mais frenético, mais pontos de estilo você conquistava. Dante dispõe de um arsenal invejável com as melhores armas, que podem ser trocadas durante os combos. Até uma guitarra com poderes elétricos estava a seu dispor.

A trilogia original foi lançada através de um remaster para a geração do PS3 e do PS4. Porém, deixa a desejar, pois se limita apenas na melhora da resolução da imagem — e nada mais que isso. Mas ainda sim é uma excelente opção para matar as saudades.

Final Fantasy X

Em Final Fantasy X, o jogador controla Tidus, um jovem esportista que vê sua vida mudar quando uma estranha esfera começa a consumir o mundo de Spira. Seu tutor, Auron, lhe dá uma espada e o ensina a lutar contra as entidades que estão aparecendo por toda parte.

Tidus e Yuna, protagonistas de Final Fantasy X
(FONTE: Reprodução/Square Enix)

O primeiro game da franquia para o PlayStation 2 optou por um combate totalmente estratégico por turnos — mas não menos intenso do que seus antecessores. Ao adicionar o romance comovente de Tidus e Yuna, e um plot twist chocante perto do fim, a Square Enix tornou o game digno de ser levado para a 6ª geração de consoles. O título também está disponível em um remaster para PS3 e PS4.

Black

Desenvolvido pela Criterion Games e publicado pela Electronic Arts, Black foi um dos jogos de PlayStation 2 que mais impressionou pela sua qualidade gráfica na época. Além de remeter a muitas cenas dignas dos melhores filmes de ação dos anos 80, o game tinha uma mecânica de destruição de cenários que era verdadeiramente satisfatório.

Um fuzil ilustra capa do jogo Black, um dos melhores jogos de PlayStation 2
(FONTE: Reprodução/Criterion Games)

Apesar da história “arroz com feijão”, ela era contada de uma forma bem bacana, intercalando entre cenas de live action e cenas do game. Curiosamente, nenhum remaster ou remake da obra foi produzido desde 2006, ano em que foi lançado originalmente. Dito isto, só nos resta aguardar pela volta desse clássico incompreendido!

God of War 2

Dando continuidade à saga de Kratos pelo Olimpo, God of War 2 foi um sucesso estrondoso no PlayStation 2 — mesmo que o diretor, Cory Barlog, não soubesse o que estava fazendo. Matar deuses gregos nunca foi tão satisfatório quanto no segundo game, que aprimorava ao máximo todas as mecânicas da primeira aventura.

Kratos de God of War segura as lâminas do Caos e vai enfrentar os deuses
(FONTE: Reprodução/Santa Monica)

Maior, mais sangrento, mais feroz e mais bonito, certamente figura na lista dos melhores jogos de PlayStation 2 com louvor. Esses eram os elogios mais comuns ao game da Santa Monica, que também presenteou o Deus da Guerra com um punhado de novos poderes e habilidades. O título está disponível apenas para PS2 e PS3, passando batido pelo PS4 na geração passada.

Guitar Hero III: Legends of Rock

Um dos principais responsáveis por moldar o gosto musical de uma geração inteira, Guitar Hero III: Legends of Rock trazia o melhor dos dois primeiros títulos. Com uma playlist que causa inveja à qualquer outro jogo de ritmo do mercado, o game da Activision conquistou muitos corações roqueiros ao redor do mundo.

Guitarrista de Guitar Hero 3 de PlayStation 2
(FONTE: Reprodução/Activision)

Seja sofrendo no solo de “Through the Fire and Flames” ou batendo cabelo em “Bulls on Parade” com o guitarrista Tom Morello, o terceiro game implementou mecânicas novas. Um bom exemplo são as batalhas contra os astros do rock and roll, que eram muito divertidas — mas causavam discórdia nas maiores dificuldades.

Infelizmente, a própria franquia Guitar Hero caiu no limbo depois do terceiro game — permanecendo no mercado com alguns lançamentos bem medianos. Seria demais pedir um remake ou remaster desses clássicos?

Need for Speed: Underground 2

Basta ler o nome “Need for Speed: Underground 2” que o refrão de “Riders on the Storm” vem à cabeça imediatamente. Detentor de um exímio sistema de tuning de carros, o segundo game da franquia de corrida é uma arrancada certa na nostalgia.

Uma roda e o logo de Need for Speed Underground 2
(FONTE: Reprodução/EA)

Os jogadores tinham mais ou menos 30 carros à disposição e a possibilidade de customizá-los com suas preferências. Porém, para que isso acontecesse, se fazia necessário encarar as corridas de rua, que eram um dos meio de desbloquear as peças customizáveis. Neon para tudo que é canto, escapamento, aerofólio, enfim, era uma lista completa de itens das melhores marcas.

Apesar do lançamento recente de Need for Speed Heat, nada é comparado ao segundo game — que está disponível apenas para PlayStation 2 e PC atualmente.

Shadow of the Colossus

Em Shadow of the Colossus os jogadores são lançados em um mundo aberto desprovido de qualquer ser vivo. Há pouco diálogo e não existe nenhum outro inimigo além dos 16 Colossos que você precisa derrotar.

Colosso persegue Wander em Shadow of the Colossus 2
(FONTE: Reprodução/SIE Japan)

Com uma configuração tão simplória, o game de Fumito Ueda entrou para a história como um dos jogos mais aclamados de PlayStation 2. Cada luta contra um Colosso é um mistério que precisa ser desvendado e esse fator colabora para que, lentamente, a trágica narrativa seja construída.

SotC foi originalmente lançado para PS2, recebeu um remaster para PS3 e um remake para PS4. Caso esteja com saudade desse clássico, formas de revisitá-lo é o que não faltam.

E aí, caro leitor, gostou da lista com os melhores jogos de PlayStation 2? Então fica ligado aqui no MeuPlayStation que em breve sai a parte 2!

Receba as novidades do meuPS no email

Nós não enviamos spam :)

Ao clicar em receber novidades você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade. Você pode optar por parar de receber os emails a qualquer momento.